Mulher de 90 anos de Washington está ‘livre do coronavírus’, afirma família

“Ela nunca desistiu. Ela é uma lutadora, é uma sobrevivente"

Por Jack Phillips

Uma paciente de 90 anos de um lar de idosos que foi infectada por coronavírus parece ter se recuperado, disse um membro da família.

A mulher, Geneva Wood, estava hospedada no Life Care Center, em Kirkland, Washington, local do surto inicial do vírus PCC nos Estados Unidos.

Seu membro da família, Kate Neidigh, disse que está “oficialmente livre de coronavírus”, de acordo com postagens que ela fez nas mídias sociais.

“Ela nunca desistiu. Ela é uma lutadora, é uma sobrevivente”, disse Cami Neidigh, filha de Wood, informou a KIRO.” Ela está fraca e perdeu muito peso. Ao dar um abraço nela, ela é tão frágil, mas foi ótimo. Ela não largou, foi um abraço agradável, longo e apertado.

Neidigh escreveu no Instagram que Wood deve estar em casa em três a quatro dias. Ela será forçada a se colocar em quarentena.

Wood foi diagnosticada com pneumonia em 18 de fevereiro. O diagnóstico de COVID-19 só chegou algum tempo depois, segundo relatos.

Em 11 de março, a condição de Wood declinou a tal ponto que os médicos disseram que ela provavelmente faleceria em breve. Eles permitiram que os membros da família a abraçassem enquanto usavam equipamentos de proteção para se despedir.

“Ela estava chorando por nós, estendendo os braços para nós e chorando”, disse Neidigh. “Eles finalmente nos deixaram vestir uma roupa de cada vez e conversar com ela. Ela nos deu suas últimas instruções e estava se despedindo e estávamos todos em paz.”

Após cerca de 12 dias, ela conseguiu melhorar.

“Isso foi divulgado em todo o mundo porque estamos tentando mantê-los positivos”, disse Neidigh, acrescentando: “É uma mensagem de esperança e para continue lutando e cuidando um do outro”.

 
Matérias Relacionadas