Mulher belga de 103 anos supera o vírus do PCC

A idosa contraiu a doença no final de março após uma operação no joelho e, desde o primeiro momento, foi internada e isolada no centro hospitalar

Por Agência EFE

Uma mulher belga de 103 anos infectada com o vírus do PCC (Partido Comunista Chinês), mais conhecido como novo coronavírus, deixou a UTI na terça-feira, depois de passar quase um mês naquele serviço no hospital Koningin Elisabeth Instituut, na cidade de Oostduinkerke (Flandres Ocidental).

A idosa contraiu a doença no final de março após uma operação no joelho e, desde o primeiro momento, foi internada e isolada no centro hospitalar.

Na terça-feira, a paciente foi autorizada a deixar a unidade de terapia intensiva do hospital, tendo sido a primeira a contrair a COVID-19 desde o início da pandemia, informou a agência belga.

“Esta história é de esperança e dedicação de toda a equipe”, disse o gerente geral do centro, Gerd Callewaert.

A Bélgica registrou 170 mortes pelo vírus do PCC (incluindo muitos casos suspeitos em casas de repouso) e 172 novas hospitalizações nas últimas 24 horas, enquanto 107 pessoas tiveram alta.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas