Moro mandou muito bem no depoimento e “saiu maior do que entrou”

Ministro enfrentou 11 horas de sabatina no Senado e escapou de perguntas maldosas

Por Diário do Poder

Inexperiente nas relações políticas, o ministro Sergio Moro (Justiça) “saiu maior do que entrou”, como classificou o senador Álvaro Dias (Podemos-PR), após quase 11 horas de sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, sobre as supostas mensagens entre o ex-juiz da Lava Jato e procuradores da República. Moro conseguiu navegar entre perguntas maldosas, recheadas de falsidades, e elogios efusivos de parlamentares aliados da operação da PF e do governo. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

No início, Sergio Moro estava mais arisco, respondia quase irritado a quase todas as insinuações. Ao fim da reunião já estava mais calejado.

Senador do PT-SE aproveitou a exposição na TV para lançar uma mentira no ar, tentando atingir Moro através de sua mulher advogada.

O petista Paulo Rocha (PA) acusou a Lava Jato de “quebrar empresas” no Brasil. E calou, certamente por vergonha, sobre corrupção.

 
Matérias Relacionadas