Moreira Franco é condenado a devolver R$ 2 milhões ao RJ

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, e o ex-prefeito de Miracema Jairo Barros Tostes, foram condenados pela 9ª Vara Federal de Fazenda Pública a devolver R$ 2 milhões ao Estado do Rio de Janeiro.

A ação civil pública tramita na Justiça há mais de duas décadas e se baseia em investigações de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos anos 1990 sobre desvios de recursos na Educação no estado fluminense.

O processo se refere ao período do mandato de Moreira Franco como governador do Estado do Rio, entre 1987 e 1991. A acusação apontava anormalidades no repasse de dois cheques para a merenda escolar.

O então prefeito de Miracema teria recebido ambos os cheques em mãos de Moreira Franco, impedindo, concluiu a sentença, o controle da destinação do dinheiro.

A decisão foi proferida pela juíza Flávia Viveiros de Castro, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Procurados, Moreira Franco e Jairo Barros ainda não responderam.

Leia também:
Michel Temer exonera dez ministros para votação na Câmara
MPF prorroga força-tarefa da Lava Jato em Curitiba até 2018
Grupo J&F negocia venda da Vigor para mexicana Lala

 
Matérias Relacionadas