Ministro austríaco demonstra preocupação por direitos humanos na China

Dr. Gerhard Doujak, chefe do Departamento de Direitos Humanos do Ministério Federal para a Europa e Assuntos Internacionais da Áustria, se reuniu com representantes da Sociedade Internacional para os Povos Ameaçados (STPI, na sigla em inglês), da Associação Falun Dafa e do Médicos Contra a Extração Forçada de Órgãos (DAFOH, na sigla em inglês), em 20 de julho de 2015.

Os três representantes trataram com o Dr. Doujak sobre perseguições e extração forçada de órgãos na China, atos sancionados pelo regime chinês que atingem principalmente os praticantes de Falun Gong, mas também cristãos, tibetanos e outros prisioneiros de consciência.

Katja Hausmann, representante da DAFOH, dá ao Dr. Doujak cópia de uma petição com mais de 2 milhões de assinaturas pedindo o fim da extração forçada de órgãos na China (Minghui.org)
Katja Hausmann, representante da DAFOH, dá ao Dr. Doujak cópia de uma petição com mais de 2 milhões de assinaturas pedindo o fim da extração forçada de órgãos na China (Minghui.org)

Leia também:
Cirurgião confirma crime de extração de órgãos do PCC
Idosa de 68 anos é presa na China devido à sua crença
Desenhos de torturas praticadas na China revelam histórias chocantes

Nadine Papa, representante da STPI (esq.) dá ao Dr. Doujak (dir.) cópia das assinaturas coletadas, no ano passado, condenando a extração forçada de órgãos (Minghui.org)
Nadine Papa, representante da STPI (esq.) dá ao Dr. Doujak (dir.) cópia das assinaturas coletadas, no ano passado, condenando a extração forçada de órgãos (Minghui.org)

 

Nadine Papa, da STPI, Katja Hausmann, da DAFOH, e Wang Yong, da Associação Falun Dafa da Áustria (da esq. para a dir.) (Minghui.org)
Nadine Papa, da STPI, Katja Hausmann, da DAFOH, e Wang Yong, da Associação Falun Dafa da Áustria (da esq. para a dir.) (Minghui.org)

O sr. Wang Yong, presidente da Associação Falun Dafa da Áustria, deu ao Dr. Doujak um panorama sobre a recente onda de ações judiciais contra o ex-líder do Partido Comunista Chinês, Jiang Zemin, o responsável por ordenar a perseguição ao Falun Gong em 1999. O Dr. Doujak expressou sua preocupação e disse que ajudará contê-la através dos canais diplomáticos.

 
Matérias Relacionadas