Ministro argentino discutirá antecipação de crédito com FMI na 3ª feira

Objetivo do adiantamento, segundo Macri, é eliminar a "incerteza" nos mercados e enfrentar a nova queda do peso argentino dos últimos dias

Por Agência EFE

O ministro da Fazenda da Argentina, Nicolás Dujovne, viajará na próxima terça-feira (4) a Washington, nos Estados Unidos, para se reunir com a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, para discutir sua solicitação de antecipar a concessão do crédito que foi autorizado ao país, informou nesta sexta-feira a instituição financeira.

“O pessoal do FMI e as autoridades argentinas estiveram trabalhando estreitamente para fortalecer o acordo respaldado pelo Fundo diante da recente evolução dos mercados”, indicou Gerry Rice, porta-voz do FMI, em comunicado.

Lagarde e Dujovne se reunirão na terça-feira para “avançar no diálogo” e “concluir rapidamente essas conversas”, acrescentou a organização financeira na nota.

“A Argentina conta com pleno apoio do FMI e confiamos que o forte compromisso e a determinação das autoridades argentinas ajudarão o país a superar as dificuldades atuais”, assinalou Rice.

O presidente argentino, Mauricio Macri, anunciou na quarta-feira que tinha pedido ao FMI uma antecipação de um novo pacote de crédito dos US$ 50 bilhões concedidos ao país em junho, e do qual, até o momento, a Argentina já dispôs de US$ 15 bilhões.

O objetivo desse adiantamento, segundo Macri, é eliminar a “incerteza” nos mercados e enfrentar a nova queda do peso argentino dos últimos dias.

 
Matérias Relacionadas