Milhares de estudantes tibetanos protestam em Qinghai

Internautas chineses postaram uma foto de uma aparente autoimolação em 7 de novembro na província de Qinghai. (Weibo.com)

Após seis autoimolações em dois dias, milhares de estudantes tibetanos, incluindo crianças em idade escolar de 7 anos, protestaram na província de Qinghai na sexta-feira, pedindo que o Partido Comunista Chinês (PCC) lhes concedesse igualdade e o retorno do Dalai Lama.

Cerca de 5 mil estudantes protestaram perto do Mosteiro Rongwo no município de Rebgong em Qinghai, confirmaram dois grupos de defesa.

O ‘Centro Tibetano para os Direitos Humanos e a Democracia’ (TCHRD) publicou fotos dos estudantes que participaram nas manifestações pelo segundo dia consecutivo de protestos na região.

Cerca de 700 alunos do município de Dowa rasgaram bandeiras do PCC em suas escolas e na administração do governo na quinta-feira, disse o grupo.

“Momentos depois do protesto, sete caminhões militares vieram do condado de Rebgong, mas tibetanos locais e alunos impediram os caminhões de chegarem ao município de Dowa”, disse o TCHRD. “Diante de uma multidão de manifestantes tibetanos, os caminhões militares recuaram, voltando a Rebgong”.

O grupo de defesa disse que os tibetanos se uniram e as ruas estão cheias de multidões de estudantes bloqueando o tráfego.

“Não há relatos de repressão oficial sobre a manifestação, mas a Polícia Militar Popular está estacionada em postos de controle nas estradas e em vários escritórios do governo no município”, disse o TCHRD.

A ‘Campanha Internacional para Salvar o Tibete’ também relatou que, apesar dos policiais militares terem cercado os estudantes, eles não chegaram a dispersar os protestos.

Um tibetano da área disse ao grupo que “todas as escolas e faculdades na área se juntaram ao protesto, incluindo crianças entre 7 e 11 de escolas rurais e estudantes universitários adolescentes.”

Em outra parte de Qinghai, no município de Tongren, mais de 10 mil manifestantes foram às ruas na quarta-feira, um dia antes do 18º Congresso Nacional do PCC, disse o editor-chefe da Voz do Tibete, Sang Jey Kep, ao Epoch Times.

Ao longo dos últimos meses, o número de autoimolações tibetanas aumentou dramaticamente e se aproxima de 70 incidentes. Na quarta-feira, três jovens monges se puseram em chamas na província de Sichuan e uma jovem mãe de Qinghai estava entre os mais recentes a se imolarem.

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas