Publicado em - Atualizado em 10/03/2016 às 10:38

Milagre: mulher congelada volta à vida em hospital

Seu corpo estava muito congelado para encontrar uma veia ou para se obter um pulso

Jean Hilliard, uma mulher do estado americano de Minnesota, foi literalmente congelada por várias horas em temperaturas abaixo de zero (screenshot YouTube)

Jean Hilliard, uma mulher do estado americano de Minnesota, foi literalmente congelada por várias horas em temperaturas abaixo de zero (screenshot YouTube)

Em 1980 Jean Hilliard, uma mulher do estado americano de Minnesota, foi literalmente congelada por várias horas em temperaturas abaixo de zero. Não, não é uma farsa. A jovem Hilliard sucumbiu a uma temperatura noturna de 22oC abaixo de zero enquanto tentava buscar abrigo após um acidente de carro.

Seis horas mais tarde, ela foi encontrada “congelada” e foi levada a um hospital.

De acordo com a Gazette de Montreal, em um dos primeiros relatórios publicados na época:

Ela respirava pausadamente duas ou três vezes por minuto e seu coração batia em intervalos de oito vezes por minuto.

Dr. George Sather disse: “Eu pensei que ela estava morta, mas, em seguida, escutei um gemido extremamente fraco. Sabíamos que havia uma pessoa viva naquele corpo.

As chances de Jean de sobreviver eram muito vagas, e sua temperatura corporal nem sequer registáva-se no termômetro, ou seja, isto significava que a temperatura de seu corpo era inferior a 26 graus Célsius.

“Não havia nenhuma evidência de pulso ou pressão arterial…”, o irmão do Dr. George Sather, Dr. Edgar Sather, disse ao jornal na época. “Seu corpo estava muito congelado para encontrar uma veia ou para se obter um pulso.”

De acordo com o The New York Times, era demasiado frio para dar-lhe alguma injeção, pois “Ela estava congelada em estado sólido, de forma a não ser possível penetrar na pele.”, disse Dr. Edgar Sather.

Mas ela acabou tendo uma recuperação incomum e milagrosa.

Leia também:
•‘Ice Man’ em uma missão para comprovar o poder da mente
Pessoas que vivem somente de energia – Parte 3
Bebê declarado morto acorda após ser mantido por 15 horas a 12ºC negativos

“Na pior das hipóteses, eu poderia perder um par de dedos”, disse ela ao The New York Times na época.

“Não tenho como explicar o porquê dela estar viva”, disse o Dr. George Sather, que ajudou a tratá-la. “Ela foi congelada em estado sólido, literalmente. É um milagre.”

Cerca de um mês e meio depois, Hilliard saiu andando do hospital viva e saudável.

O Dr. Sather acrescentou: “Não houve nenhuma reação até duas ou três horas após o início do descongelamento. O corpo estava frio, completamente sólido, exatamente como um pedaço de carne fora de um congelador “.

Muitas das histórias sobre sua recuperação dizem que almofadas de aquecimento elétrico e tanques de oxigênio foram utilizados.

No entanto, a história de Hillard não é inédita.

Ha algumas semanas atrás, o jornal The Washington Post publicou uma reportagem dizendo que Justin Smith, um morador do estado americano da Pennsylvania,  quase congelou até a morte. Ele ficou congelado por 12 horas depois de ter desmaiado, e sua temperatura corporal chegou a cerca de 20oC.

Todo conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito ao Epoch Times em Português e para o repórter da matéria.
Leia a diferença. Epoch Times Todos os direitos reservados © 2000-2016