Meninos tailandeses resgatados homenageiam mergulhador que morreu para salvá-los

Cada um dos meninos escreveu uma mensagem em uma foto do herói, e as lágrimas caíram livremente enquanto meditavam sobre o sacrifício que ele fez para salvar suas vidas

Por Epoch Times

O comandante-tenente da Marinha tailandesa, Saman Kunan, deu sua vida em um esforço de resgate para salvar os “javalis selvagens”, equipe de futebol formada por doze adolescentes e seu treinador, que ficaram presos em uma rede de túneis dentro da caverna Tham Luang, na Tailândia, durante mais de duas semanas.

Os adolescentes e seu treinador se recuperavam no hospital desde seu incrível resgate quando no dia 14 de julho foram notificados do sacrifício de Kunan.

(Ministério da Saúde Pública da Tailândia)
(Ministério da Saúde Pública da Tailândia)

A informação da morte de Kunan foi ocultada da equipe até que os médicos tivessem certeza de que os jovens estavam mentalmente preparados para receber a notícia.

A equipe e seu treinador reservaram um momento para homenagear o marinheiro morto no domingo seguinte.

Cada um dos meninos escreveu uma mensagem em uma foto do herói, e as lágrimas caíram livremente enquanto meditavam sobre o sacrifício que ele fez para salvar suas vidas. Kunan se aposentou das forças armadas em 2006, e suas contribuições para o salvamento na caverna foram voluntárias: ele tinha as habilidades e apareceu para ajudar.

(Captura de tela/Channel News Asia)
(Captura de tela/Channel News Asia)

Todas as crianças e seu treinador receberam hoje (18) alta do hospital. Os médicos ficaram surpresos com a resistência da equipe, e embora tenham sido diagnosticados como “saudáveis”, eles terão que ser monitorados durante meses para tratar quaisquer efeitos potenciais sobre a sua saúde mental que o terrível incidente possa ter causado.

Estas foram as primeiras imagens divulgadas das crianças resgatadas recuperando-se no hospital:

 
Matérias Relacionadas