Menino viraliza após falar em voo sobre situação de Cuba: ‘Não podemos parar essa luta’

Por Alicia Marquez

Um menino de origem cubana que se tornou viral nas redes sociais na semana passada por explicar a situação atual de Cuba durante um voo para Miami, encorajou os cubanos a “continuar nas ruas, descansar um pouco (…) mas não parar essa luta” .

Daniel Ferrer, um menino de 10 anos de pais cubanos, foi gravado em vídeo na semana passada quando explicou aos passageiros em voo da Virgínia para Miami a situação dos protestos pacíficos em Cuba.

Depois de obter permissão de um comissário para falar pelo megafone do avião, o menor disse em inglês: “Olá, meu nome é Daniel Ferrer, tenho 10 anos e sou da Virgínia. Neste momento o povo cubano está nas ruas lutando por sua libertação e por seus direitos, por sua libertação do comunismo ”.

Daniel e seus pais estavam indo para Miami para participar das manifestações em Washington em 26 de julho.

O menino explicou aos viajantes que a ilha sofre há mais de 60 anos com a ditadura de Castro: “Não podemos esperar mais, é hora. Eles sofrem há 62 anos. Não podemos esperar mais. Obrigado ”, acrescentou.

Logo depois, o vídeo se tornou viral e Daniel disse que alguns internautas não acreditaram na verdade de suas palavras, considerando-as um discurso erudito. No entanto, o menino afirma que apesar de não ser seu país natal, ele se sente assim.

“Como é a pátria dos meus pais e tenho o sangue dos meus pais, também é a minha pátria de certa forma”, disse ele.

“Eu tirei isso do meu coração. Sempre li o Martí, ouço muitas notícias do que está acontecendo todos os dias ”.

“Neste momento, os cubanos estão nas ruas lutando por sua liberdade. [Eles] não querem comida, não querem vacinas e não querem internet – eles querem liberdade ” , disse Daniel ao Telemundo em 3 de agosto.

O jovem cubano-americano também enviou uma mensagem encorajadora aos seus compatriotas cubanos, especialmente aos mais jovens.

“Fiquem nas ruas, comam a comida que eles estão dando aos cubanos, e descanse um pouco, mas saia para as ruas de novo”.

“Não podemos parar essa luta, essa luta é de todos”, acrescentou.

Em outra entrevista, o garotinho disse que a ideia de pegar o megafone durante seu voo para Miami surgiu quando o apresentador e Youtuber Alexander Otaola sugeriu a todos os cubanos em aeroportos ou aviões que perguntassem se sabiam o que estava acontecendo em Cuba atualmente, “Porque os americanos têm que saber o que está acontecendo em Cuba”.

Além disso, disse que enquanto Biden pensa “o que fazer com Cuba, mais pessoas morrem”.

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

 
Matérias Relacionadas