Mauricio Macri retira honraria argentina a Nicolás Maduro

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciou pelo Twitter nesta quinta-feira (3) que revogou a ‘Orden del General San Martín’ do líder venezuelano Nicolás Maduro “pela violação sistemática de seu governo aos direitos humanos”.

Máxima honraria do país para estrangeiros, o título havia sido outorgado pela ex-presidente Cristina Kirchner em 8 de maio de 2013.

A proposta foi do deputado situacionista Mario Raúl Negri, que solicitou o “cancelamento do direito de usar as insígnias conferidas”, informou a Unión Cívica Radical (UCR) em seu site.

Mercosul

Mauricio Macri também defendeu a suspensão definitiva da Venezuela do Mercado Comum do Sul (Mercosul). A Venezuela já se encontra suspensa do bloco desde 2 de dezembro de 2016.

Uma reunião de urgência dos chanceleres do Mercosul foi convocada para este sábado em São Paulo exclusivamente para tratar do caso venezuelano antes da reunião de cúpula da OEA dia 8 próximo, informou o portal Infobae.

Extraoficialmente, os ministros de Relações Exteriores da Argentina, Paraguai e Brasil já defendem a expulsão da Venezuela do bloco regional.

Leia também:
Sanções americanas afastam investidores da Venezuela
Guarda Bolivariana invade Parlamento para instalar Constituinte
China usa guerra política para influenciar Estados Unidos

 
Matérias Relacionadas