Matt Lauer desativa contas de mídia social após alegações de assédio sexual

O atual âncora do programa Today (da Rede NBC) Matt Lauer, já demitido, parece ter desativado seus perfis de redes sociais, uma medida drástica possivelmente tomada para evitar a publicidade sob as acusações de agressão sexual de até oito mulheres, informou a Fox News. As contas do Facebook, Instagram e Twitter da Lauer não estavam mais acessíveis na noite de quinta-feira (30).

A queda de Lauer começou com um anúncio da quarta-feira sobre o programa Today, afirmando que alguém havia se apresentado à NBC com alegações de assédio sexual. Nenhum detalhe estava disponível sobre a reclamação, mas a denúncia foi suficientemente grave para que Lauer fosse demitido imediatamente.

A queixa descreveu um padrão de comportamento sexual inapropriado que teve início enquanto Lauer e uma colega de trabalho se encontravam em missão para a cobertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi de 2014, na Rússia, de acordo com declarações da NBC. Depois que Lauer foi demitido, mais mulheres também vieram a público revelar suas histórias.

Pessoas passam pela entrada dos estúdios da NBC, 29 de novembro de 2017, na cidade de Nova York (Drew Angerer/Getty Images)
Pessoas passam pela entrada dos estúdios da NBC, 29 de novembro de 2017, na cidade de Nova York (Drew Angerer/Getty Images)

As denúncias contra Lauer incluem o envio de fotos e mensagens de texto indecentes para colegas de trabalho, agressão sexual a uma empregada em seu escritório em 2001, auto-exposição a uma mulher, envio de um brinquedo erótico a uma colega de trabalho e possuir um botão de trancamento de porta com fio na mesa de seu escritório.

Lauer pediu desculpas pelo que ele chamou de “desvios preocupantes” numa declaração lida no programa da manhã da NBC na quinta-feira. Lauer disse em sua declaração que algumas das acusações contra ele eram “falsas ou mal interpretadas”, sem dar detalhes, mas disse que “há verdade o suficiente nestas histórias para me sentir desconcertado e envergonhado”. Lauer, de 59 anos, é casado.

“Não há palavras para expressar minha tristeza e me arrependo pela dor que eu causei a outras pessoas por palavras e ações. Para as pessoas que feri, sinto muito”, escreveu ele em uma declaração que seus ex-co-apresentadores leram na quinta-feira.

“Enquanto escrevo, eu me dou conta da profundidade do dano e desapontamento que deixei em casa e na NBC”, continuou Lauer. “Lamento que minha vergonha seja agora compartilhada pelas pessoas que aprecio muito.”

Hoda Kotb (esq.) e Savannah Guthrie (dir.) se abraçam no fim do programa Today no estúdio da NBC, 29 de novembro de 2017, na cidade de Nova York (Drew Angerer/Getty Images)
Hoda Kotb (esq.) e Savannah Guthrie (dir.) se abraçam no fim do programa Today no estúdio da NBC, 29 de novembro de 2017, na cidade de Nova York (Drew Angerer/Getty Images)

O presidente da NBC News, Andrew Lack, disse que a rede nunca recebeu uma queixa sobre a conduta de Lauer antes da segunda-feira, mas que “também nos foram apresentados motivos para crer que isso pode não ter sido um incidente isolado”.

Jeff Zucker, um ex-produtor do Today que se tornou presidente da NBC Universal, disse que nunca ouviu nenhuma queixa contra Lauer durante seu tempo na rede, onde passou 25 anos antes de se se tornar presidente da CNN, em 2013.

“Nunca houve uma sugestão desse tipo de comportamento desviado e danoso, nem mesmo um sussurro”, disse Zucker durante a conferência Business Insider IGNITION 2017, em Nova York, na quinta-feira. Ele chamou as alegações contra Lauer de “incrivelmente perturbadoras” e tristes.

Matt Lauer acompanha a fala da então candidata presidencial democrata Hillary Clinton durante o programa 'Commander-in-Chief ', da NBC News, em 7 de setembro de 2016, na cidade de Nova York (Justin Sullivan/Getty Images)
Matt Lauer acompanha a fala da então candidata presidencial democrata Hillary Clinton durante o programa ‘Commander-in-Chief ‘, da NBC News, em 7 de setembro de 2016, na cidade de Nova York (Justin Sullivan/Getty Images)

Lauer foi promovido a âncora do programa Today em 1997, se tornando uma das personalidades mais bem pagas da NBC, tendo sido noticiado como recebendo US$ 20 milhões por ano.

A rede, de propriedade da Comcast Corp., não respondeu às perguntas sobre seus planos de substituição de Lauer.

Contribuiu: Reuters

NTD Television

Leia também:
‘Botão secreto’ de Matt Lauer transformaria escritório em sala de sexo
CNN demite produtor de Jake Tapper por suposto comportamento inadequado
ESPN demite 150 funcionários em sua última rodada de cortes
Produtor da CNN admite que narrativa Trump–Rússia é falsa

 
Matérias Relacionadas