María Fernanda Cabal: “Estou confiante de que a Colômbia será salva do comunismo” nas eleições presidenciais

“Se Brasil e Colômbia caírem, a América Latina dificilmente se recuperará”

Por Alicia Marquez 

A senadora colombiana María Fernanda Cabal disse estar confiante de que “a Colômbia será salva do comunismo” nas próximas eleições de 19 de junho, depois que algumas gravações polêmicas da equipe de Gustavo Petro vazaram, comprometendo sua campanha presidencial.

Nos vídeos vazados, membros da campanha do candidato de esquerda aparecem discutindo estratégias para desacreditar outros candidatos antes do primeiro turno, em 29 de maio. Seus oponentes questionam essas estratégias de campanha, enquanto os envolvidos denunciam que se trata de um escândalo de espionagem.

A pesquisa mais recente da Invamer, divulgada na última sexta-feira, mostra o candidato Rodolfo Hernández na liderança, com 48,2% e Petro com 47,2%.

Diante disso, a senadora Cabal disse à NTD Português que considera que Hernández será o vencedor na Colômbia.

“Agora que foi descoberto um grande escândalo na campanha de Gustavo Petro, saíram pessoas – quase todos criminosos – que estão liderando a campanha para destruir os adversários”, disse Cabal durante sua participação na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) no Brasil, no fim de semana.

“Confio que a Colômbia será salva do comunismo”, acrescentou.

Diante das possíveis informações que o ex-general chavista Hugo “El Pollo” Carvajal poderia fornecer sobre Petro, o colombiano lembrou que Carvajal participou de ações terroristas, no assassinato de membros do exército colombiano que faziam trabalho de inteligência, mas que fugiu para a Espanha quando sentiu que Maduro iria assassiná-lo porque esteve com Chávez por muitos anos.

“El ‘Pollo’ tem conhecimento de transações financeiras – de amigos de Chávez, de Lula, dos idealizadores do Foro de São Paulo – e sabe informações sobre Gustavo Petro”, disse. “O problema é que até agora não temos conhecimento dessas confissões”.

No final de abril, a advogada de Carvajal, María Dolores de Argüelles, disse que seu cliente queria fornecer informações sobre Gustavo Petro, mas pediu garantias aos Estados Unidos, alegando medo do que poderia acontecer.

O ex-general chavista afirmou ter informações, entre outras coisas, sobre o financiamento pelo regime venezuelano das campanhas do candidato de esquerda, o que o político negou.

Em relação aos líderes e membros do Foro de São Paulo que foram eleitos em diferentes países da região, Cabal explicou que o problema é que muitas pessoas, principalmente do centro-direita, não acreditam que o Foro de São Paulo seja a união do “narcotráfico com a política”.

“Eles têm o dinheiro da corrupção do Estado e têm o dinheiro do narcotráfico. É assim que eles colocam presidentes, é assim que eles tiram presidentes quando não estão interessados”, disse ela.

“Se Brasil e Colômbia caírem, será difícil para a América Latina se recuperar novamente”, acrescentou.

Veja a entrevista completa no vídeo de hoje no canal da NTD português.

Com informações de NTD português e VOA

Siga Alicia Márquez no Twitter: @AliceMqzM

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas