Marco Aurélio critica Nunes Marques por liberação de cultos e missas

Por Bruna de Pieri, Terça Livre

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou neste domingo (4) a decisão de Kassio Nunes Marques de liberar a celebração de cultos e missas.

Em entrevista ao Estadão, o decano que vai se aposentar em julho chamou Nunes Marques de “novato” e disse que o ministro, pelo visto, tem “expertise no tema”.

“O novato, pelo visto, tem expertise no tema. Pobre Supremo, pobre Judiciário. E atendeu a Associação de Juristas Evangélicos. Parte legítima para a ADPF (tipo de processo que discute cumprimento à Constituição)? Aonde vamos parar? Tempos estranhos!”, disse.

Marco Aurélio Mello foi o decano do Supremo que deu liberdade a André de Oliveira Macedo, o “André do Rap”, acusado de chefiar o tráfico de drogas internacional do PCC no porto de Santos.

Em outubro do ano passado, Marco Aurélio havia concedido liberdade a pelo menos 80 presos pelo mesmo critério do caso André do Rap. Como noticiou o Terça Livre, o decano baseou-se no artigo 316 do Código de Processo Penal, que foi alterado em janeiro a partir da lei do pacote anticrime.

A liminar que libertou André chegou a ser derrubada pelo presidente do Supremo, Luiz Fux,  mas o traficante já havia fugido para o exterior.

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas