Mais de 50 baleias morrem encalhadas nas Ilhas Virgens Britânicas

Por Agência EFE

O Ministério de Recursos Naturais das Ilhas Virgens Britânicas confirmou nesta terça-feira que mais de 50 baleias-piloto de barbatanas curtas morreram depois de encalhadas na ilha de Anegada.

As autoridades começaram a retirar as carcaças das baleias nesta terça-feira, de acordo com o comunicado do governo.

Até agora, 17 baleias que foram encontradas encalhadas nos mangues foram rebocadas para o mar, e entre 30 e 40 que ficaram na areia foram enterradas. Ao todo, o grupo consistia em cerca de 150 baleias-piloto.

O Ministério dos Recursos Naturais, com a ajuda de organizações sem fins lucrativos como Association of Reef Keepers e Beyond the Reef, coletou amostras de tecido genético e outros dados de 39 baleias.

“A partir das amostras genéticas recolhidas, podemos aprender mais sobre os mamíferos de profundidade que normalmente não se aventuram em águas pouco profundas”, explicou a bióloga marinha Argel Horton.

A especialista incentivou o público a denunciar às autoridades possíveis casos de mamíferos marinhos encalhados, para que seja “possível agir rapidamente para salvá-los”.

A ilha de Anegada, onde as baleias encalharam no lado oriental, é uma das maiores ilhas do arquipélago caribenho das Ilhas Virgens Britânicas.

 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas