Mais de 10 mil na China assinam petição para acabar com extração forçada de órgãos

O Partido Comunista Chinês (PCC) está envolvido na extração forçada de órgãos dos praticantes do Falun Gong vivos, visando grandes lucros. Esta indignação levou muitos a darem passo adiante, para pedir o fim da extração de órgãos e a punição dos seus responsáveis.

Os praticantes do Falun Gong em Zhangjiakou, província de Hebei, China, têm recolhido assinaturas para uma petição, que exige que os autores – Jiang Zemin, Zeng Qinghong, Zhou Yongkang e Bo Xilai (funcionários de alto escalão do PCC) – sejam levados à justiça e que a extração forçada de órgãos acabe. No final de 2014, 10.846 pessoas assinaram a petição. Isso não inclui as 2.500 assinaturas recolhidas entre fevereiro e julho 2014 que já foram relatadas.

Comentários dos signatários

Depois de ler a petição descrevendo o crime do PCC, um aposentado disse: “Jiang Zemin sempre esteve errado. Eu absolutamente quero assinar!” Ele também deu a sua impressão digital e renunciou ao PCC e às suas organizações afiliadas.

Depois de ouvir uma explicação sobre a extração de órgãos de pessoas vivas sancionada pelo PCC, uma senhora mais velha começou a chorar: “O Partido é tão hediondo! Ele mata tantas pessoas. Quero assinar a petição.” Ela pegou a caneta, mas se deu conta que não sabia escrever e perguntou: “Você pode me ajudar a assinar?” Ela colocou a impressão digital no formulário.

Numa loja de atacado de alimentos, um praticante pediu a uma vendedora: “Alguém já lhe disse para renunciar ao PCC e às suas organizações afiliadas para garantir um futuro seguro?” Ela respondeu: “Sim e eles me ajudaram a renunciar ao Partido. Eu sei que o Falun Gong é bom. Os praticantes do Falun Gong são boas pessoas.”

À medida que o praticante estava mostrando a ela o formulário da petição, uma cliente chegou e disse: “Não se preocupe. Quero assinar a petição também.”

Enquanto os praticantes distribuíam calendários com informações sobre o Falun Gong, diziam às pessoas: “O PCC está extraindo órgãos de pessoas vidas. Bo Xilai e Zhou Yongkang foram presos. Jiang Zemin emitiu a ordem para a extração de órgãos de praticantes do Falun Gong. Agora, a Organização Mundial para Investigar a Perseguição ao Falun Gong (WOIPFG) está investigando Jiang.” Um homem levantou a mão direita e gritou: “Abaixo a Bo Xilai e Zhou Yongkang! Façam uma investigação completa.”

Num mercado de agricultores, uma senhora na casa dos 40 anos, disse a um praticante: “Você veio para a minha vila para me aconselhar a renunciar ao PCC. Eu vi a sua petição, mas não vou assiná-la. Eu lerei suas informações depois que eu chegar em casa.” No dia seguinte ela disse: “Agora eu entendo. Condeno a extração de órgãos de pessoas vivas. Hoje que vi você de novo, quero assinar.” Ela também deu sua impressão digital.

Um motorista de caminhão foi fazer um telefonema quando pegou alguns materiais informativos de uma praticante. Ele os colocou ao lado dele e pediu pelo formulário de assinatura. Ele olhou para ela enquanto ainda falava ao telefone. Pegou uma caneta, assinou o formulário e deu a sua impressão digital.

Contexto

O PCC iniciou a perseguição ao Falun Gong em 1999 e tem desenvolvido a sua perseguição política cruel desde então. Centenas de milhares de praticantes do Falun Gong foram presos, detidos e encarcerados em campos de trabalho, centros de lavagem cerebral e prisões. O PCC continua a demonizar o Falun Gong em toda a mídia do país e nas propagandas, além de censurar e ter enganado as pessoas que não têm acesso aos fatos.

O crime orquestrado pelo regime da extração forçada de órgãos de praticantes do Falun Gong ainda vivos está sendo realizado pelos militares, policiais armados, prisões e pelos profissionais médicos, os quais lucram com este empreendimento terrível. Os praticantes constituem agora um banco muito grande de órgãos.

Pelo menos 865 hospitais e 9.500 profissionais médicos estão envolvidos, de acordo com WOIPFG. Baseado em postagens nos sites de hospitais chineses e artigos publicados em revistas médicas, estes hospitais têm transplantado nada menos que 176.267 rins, 40.170 fígados e 137.294 córneas até setembro de 2014.

Apesar da contínua perseguição e censura na China, mais e mais pessoas estão aprendendo os fatos e estão dispostas a ajudar a detê-lo.

Baixar 355 páginas dos formulários de assinatura digitalizadas (115.3MB)

 
Matérias Relacionadas