Uma mãe rigorosa ajuda seu filho a ser um homem virtuoso

O Sr. Zheng, sua esposa Cui e seu filho Shanguo viveram durante a Dinastia Sui, na atual província de Hebei. Shanguo perdeu o pai quando ainda era muito jovem (Zheng morreu lutando por seu país). Sua mãe Cui teve de criar o filho sozinha. Dizem que era uma mulher muito virtuosa e capaz. Depois da morte do marido, deu grande ênfase ao desenvolvimento moral de seu filho.

Ao herdar o alto cargo do pai, Shanguo tornou-se governador do Estado de Yi aos 14 anos de idade. Quando ia ao tribunal para julgar os assuntos públicos, sua mãe se sentava numa cadeira por trás de uma cortina para ouvir atentamente como o filho avaliava a situação e para ajudar-lhe com suas decisões. Cada vez que Shanguo tomava uma decisão errada ou perdia a calma, sua mãe ficava muito triste, se enrolava numa manta, chorava e não comia durante todo o dia.

Depois dizia ao filho: “Eu não estou zangada com você. Mas me envergonho de mim mesma! Seu pai era honrado e honesto e nunca abusou de sua posição para obter benefícios pessoais. Ele foi dedicado ao seu país. Eu só quero que você siga rigorosamente os princípios de seu pai.” E também acrescentou: “Quando criei você, dei-lhe muito amor, porém não fui suficientemente rigorosa em sua educação. Se continuar assim, como poderá defender a justiça para as pessoas e ser justo com seu país? Se isto continuar, você irá denegrir nossa tradição familiar e violar os mandamentos de um servidor do povo. Se isso acontecer, como vou encarar seu pai quando eu morrer?”

Embora seu filho tivesse um cargo elevado e uma boa renda, a Sra. Cui nunca foi arrogante nem desfrutou de sua riqueza. Ao contrário, ela mesma tornou-se um modelo para os outros, continuando com seu trabalho de artesanato e levando uma vida simples. Embora seu filho não entendesse por que, sua mãe tecia todos os dias até à noite. A Sra. Cui lhe disse: “Seu pai queria dividir sua riqueza com familiares e amigos. Como eu poderia querer essa riqueza só para mim? Todos, sejam nobres ou pessoas comuns, têm obrigações. Sem cumprir os deveres, como alguém pode se tornar rico na vida?”

Através do exemplo e dos conselhos de sua mãe, Zheng Shanguo levou suas obrigações muito a sério, aprendeu a se controlar e se recusou a se comportar autocraticamente.

Por fim, ele se tornou um funcionário honrado, correto e qualificado.

Este artigo pertence a série “Histórias da antiga China”; para ler outros artigos da série, clique aqui.

 
Matérias Relacionadas