Lu Dongbin, seus dez desafios e o sonho do milho amarelo

Figura histórica Chinesa, Lu Donbin
(Imagem da internet)

Lu Dongbin é um dos Oito Imortais, um grupo de divindades míticas, amplamente conhecidas e reverenciadas na cultura tradicional e no folclore popular chinês. Mas, na verdade, Lu Dongbin foi uma pessoa real na história.

Ele nasceu no ano de 798 d.C. na Dinastia Tang. Desde jovem, ele gostava de ler e tinha uma habilidade inata formidável de memorização. Quando adolescente, ele podia recitar volumes colossais que havia lido. Embora visto por muitos como um excelente candidato para o alto escalão do governo imperial, Lu Dongbin falhou duas vezes no exame público realizado pela corte em Chang’an, a capital da Dinastia Tang.

De acordo com histórias taoistas, Lu Dongbin passou por dez testes antes de ser aceito como discípulo de um mestre taoísta e então aprendeu o verdadeiro cultivo espiritual. Estes dez testes são descritos abaixo.

Após retornar de uma longa viagem, Lu Dongbin descobriu que todos os seus familiares queridos estavam morrendo. Então, ele preparou o funeral sem tristeza ou remorso, mas, de repente, eles voltaram à vida.

Num mercado, um comprador pagou a Lu Dongbin apenas metade do dinheiro combinado e levou as mercadorias, mas ele não ficou com raiva e o deixou ir.

Na manhã do Ano Novo chinês, um mendigo mostrou-se ganancioso após receber uma doação generosa de Lu Dongbin e continuou a exigir mais com tom de ameaça. Lu Dongbin simplesmente respondeu com um sorriso.

Quando pastoreava seu rebanho, Lu Dongbin se ofereceu a um tigre faminto para proteger as ovelhas que cuidava, mas o tigre partiu sem tocá-lo.

Lu Dongbin recusou os avanços de uma linda mulher que o provocou algumas vezes quando ele a hospedou benevolamente por uma noite em sua cabana na montanha.

Logo após ser vítima de roubo e perder todos os seus pertences, Lu Dongbin encontrou uma quantidade de ouro caída num campo, mas decidiu não tocá-lo e prosseguiu como se não tivesse visto nada.

Noutra ocasião, depois de descobrir que os utensílios de bronze que comprou num mercado na verdade eram feitos de ouro, ele os devolveu ao vendedor.

Um taoista exótico e aparentemente louco prometia que quem tomasse seu remédio morreria imediatamente, mas estaria destinado a obter o Tao após a reencarnação. Ninguém ousou experimentar, exceto Lu Dongbin, que se aproximou e tomou o medicamento, embora não tenha morrido.

Numa forte tempestade, quando o barco de Lu Dongbin estava ameaçado de naufragar a qualquer instante, ele não se incomodou e manteve o espírito tranquilo diante da morte iminente.

Quando fantasmas e monstros apareceram na sala onde Lu Dongbin meditava, ele permaneceu calmo e sereno. Então, demônios afirmaram que Lu Dongbin lhes devia sua vida devido a seus atos passados e ameaçaram matá-lo; ele respondeu: “Se isso é verdade, que assim seja.” De repente, os demônios se dispersaram e um mestre taoista apareceu e disse: “Agora você está pronto para o caminho.” Assim, Lu Dongbin finalmente concluiu seu cultivo.

Há muitos folclores e lendas associadas a Lu Dongbin. Ele é conhecido como um personagem na história “Sonho do milho amarelo”. Esta história nos conta que um cavalariço educado e ambicioso adormeceu num travesseiro oferecido por um velho senhor com que dividia uma mesa numa taberna enquanto esperava sua refeição de milho amarelo.

Após acordar, o jovem partiu para o exame do serviço público e, com notas excelentes, foi nomeado um oficial imperial. Mais tarde, ele se tornou primeiro-ministro e viveu feliz com uma bela esposa e dois filhos numa mansão. No entanto, pouco depois, ele foi incriminado falsamente por cortesãos invejosos e perdeu o favor do imperador. Finalmente, ele foi exilado, enquanto sua esposa o deixou e seus filhos morreram. Em meio à neve sob uma nevasca pesada, ele viu-se sozinho a beira da morte…

Então, ele despertou e descobriu que ainda estava na taberna e que o milho amarelo ainda nem estava pronto. Vendo o velho senhor sorrindo, ele entendeu que aquele na verdade era um mestre taoista e que a vida que teve não era mais do que um sonho. Assim, o jovem decidiu se dedicar ao cultivo do Tao.

Há versões diferentes desta história, algumas vezes Lu Dongbin é descrito como o jovem e outras vezes como o taoista. Mas a história sempre mostra a natureza efêmera da vida humana e as mudanças incessantes e fugazes da fama, glória, pobreza e desamparo.

Para conhecer outras figuras históricas da antiga China, clique aqui.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas