Liu Xiu, um imperador firme e justo

Liu Xiu, o Imperador Guangwu de Han (Yan Li-pen/Wikimedia Commons)

A Dinastia Han consistiu de duas partes divididas pela usurpação de Wang Mang. A primeira parte é conhecida como Dinastia Han Ocidental (196 a.C. – 5 d.C.) porque sua capital era no oeste, na cidade de Chang’an. Posteriormente, a capital mudou-se para Luoyang, no leste, e os historiadores chamaram o período de Dinastia Han Oriental (29–210 d.C.).

Liu Xiu, ou Imperador Guangwu de Han (seu nome póstumo significa “brilhante imperador marcial”), fundou a Dinastia Han Oriental após reunificar a China. Ele foi reconhecido como especialista em estratégias militares, mas também por ser aberto, honesto e recompensar e castigar de forma justa e transparente.

No período da usurpação do trono Han Ocidental por Wang Mang até o estabelecimento da Dinastia Han Oriental, a China testemunhou a devastação causada pelas guerras civis. Logo após proclamar-se imperador, Liu Xiu adotou uma série de políticas para estimular a economia e fazer as pazes com os domínios vizinhos, tentando reviver a Dinastia Han devastada pela guerra.

Liu Xiu recrutou estudiosos para gerir os assuntos nacionais em vez de seus subordinados de guerra. Ele acreditava que generais eram bons para batalhas mas não para as leis civis, sem mencionar que muitos deles eram muito arrogantes para obedecerem ordens ou leis devido a suas realizações na guerra. Ele concedeu títulos de duque e grande riqueza a mais de 360 generais, mas os manteve longe das funções administrativas após assegurar seu governo.

Ele reforçou o governo centralizado por meio da criação de um sistema em que os governantes locais se reportariam a ele pessoalmente, evitando assim que a dinastia caísse nas mãos de ministros poderosos, duques ou líderes de clãs locais.

Ele reconheceu que as leis draconianas introduzidas pelo usurpador causaram ressentimento generalizado, então, ele emitiu várias ordens de anistia para libertar escravos ou infratores menores e proibiu a tortura de escravos. Suas experiências de guerra o transformaram, fazendo-o preferir soluções pacíficas para os conflitos e, por esta razão, ele era conhecido como um imperador firme, mas misericordioso.

Quanto ao sistema de impostos, ele adotou políticas de tributação mínima para reduzir os encargos fiscais. Para incentivar a agricultura e a irrigação, ele reduziu os impostos agrícolas de 10% para 3,3%. Além disso, adotou uma política de alívio fiscal para auxiliar os idosos, viúvas e pobres que sofreram mais com as guerras civis.

Sobre as questões de segurança de fronteira, ele reforçou a infraestrutura das fronteiras e melhorou seu sistema de defesa. Prisioneiros foram encorajados a participar do serviço militar nas fronteiras para reduzir suas penas.

Liu Xiu também era conhecido por ser rigoroso consigo mesmo, mas tratar os outros com grande tolerância. Na guerra civil, muitos generais inimigos se juntaram a ele e lhe devotaram grande confiança. Quando um grave terremoto ocorreu sob seu reinado, ele culpou a si mesmo por não ter virtudes para proteger seu povo do desastre.

Em seu reinado, a sociedade se recuperou rapidamente da destruição causada pela guerra civil, os conflitos sociais foram suavizados e o povo viveu em paz e tranquilidade.

Para conhecer outras figuras históricas da antiga China, clique aqui.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas