Kim Jong-un chama EUA de “maior inimigo” e defende “dissuasão” nuclear

Por Agência EFE

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, chamou os Estados Unidos de “maior inimigo” durante o importante congresso do partido único do país e defendeu a necessidade de fortalecer a “dissuasão” nuclear norte-coreana.

Na primeira menção direta de Kim aos EUA em quatro dias do congresso, o ditador falou sobre a necessidade de “se impor” ao “maior inimigo, o principal obstáculo no desenvolvimento da revolução”, informou a agência estatal de notícias “KCNA” neste sábado (data local).

Referindo-se à iminente posse de Joe Biden como presidente americano, Kim alegou que a política dos EUA não muda “independentemente de quem está no poder”, cobrou Washington a remover as sanções internacionais à Coreia do Norte e defendeu a necessidade de “reforçar constantemente a mais poderosa dissuasão” para proteger seu país, citando o programa de armas nucleares.

O líder norte-coreano esperou até o quarto dia do oitavo Congresso do Partido dos Trabalhadores, na sexta-feira(08), mas relatado neste sábado pela imprensa norte-coreana, para mencionar os Estados Unidos.

O comentário sobre o rumo político da Casa Branca foi a primeira referência, embora de forma indireta, à transição de poder em Washington. O regime vinha optando pelo silêncio sobre esse assunto em um momento em que as conversas com os EUA sobre desnuclearização permanecem congeladas.

Kim Jong-un também falou sobre a Coreia do Sul e o momento ruim na relação entre os dois países.

Kim disse em seu discurso aos membros do partido único comunista que a melhora das relações depende apenas de Seul e pediu respeito aos acordos intercoreanos assinados em 2018.

Neste contexto, ele denunciou novamente a realização de exercícios militares conjuntos entre Coreia do Sul e EUA – que o regime considera como um ensaio para a invasão de seu território – e “a importação de equipamentos militares avançados” e “a modernização das forças armadas” sul-coreanas.

A imprensa norte-coreana, que ainda não especificou a data de encerramento do congresso, limitou-se a informar que o evento continuará neste sábado.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas