Jovem brasileiro encontra mala de dinheiro entre toneladas de lixo e devolve ao dono

'Me emocionou, porque junto com o dinheiro estavam as contas a pagar', confessou o jovem

Por Celeste Armenta 

Um jovem brasileiro demonstrou um valioso ato de honestidade ao devolver uma mala de dinheiro ao dono. O dinheiro, que era a poupança de um homem para pagar as contas, foi encontrado em meio a toneladas de lixo e devolvido ao dono.

Como todos os dias, no dia 4 deste mês, Wesley Zaqueu Soares, de 20 anos, chegou bem cedo ao seu local de trabalho, na central de resíduos do bairro Roselândia de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, onde diariamente chegam toneladas de lixo.

Nesse mesmo dia, José Roque de Lima, aposentado de 56 anos, retirou o lixo por volta das 10h30 da manhã. Sem perceber, ele também colocou uma mala onde guardava 4 mil reais, segundo a mídia local G1.

“Eram minhas economias para pagar as contas. Quando soube, peguei a bicicleta e vim para o lixão”, relatou Roque de Lima.

A notícia mobilizou os trabalhadores do local, e o homem preocupado começou a vasculhar com as próprias mãos entre as centenas de sacos de lixo, mas ninguém conseguiu encontrar o saco, segundo a UOL.

“Ele passou quase uma hora procurando”, afirmou Soares, em entrevista ao mesmo meio.

“Aí o caminhão chegou à tarde e eu estava descarregando o caminhão no topo da cooperativa. O caminhoneiro afirmou que se o dinheiro não estivesse no caminhão naquela manhã, estaria neste. Olhando em volta encontrei uma mala que tinha as características da que estava procurando”, acrescentou o jovem.

Wesley Zaqueu Soares (Crédito: Tiago Boff | @tiago_boff)
Wesley Zaqueu Soares (Crédito: Tiago Boff | @tiago_boff)

Vários funcionários do centro de resíduos foram procurar o homem para lhe dar a incrível notícia.

“Isso me emocionou, porque junto com o dinheiro estavam as contas a pagar. Foi muita emoção”, confessou o jovem.

O jovem trabalha com seus três irmãos no centro de resíduos e sabe que seu trabalho contribui para “eliminar o que poluiria o meio ambiente”, segundo o GZH.

No entanto, ele está de olho na Polícia Rodoviária Federal (PRF), onde pretende se candidatar para trabalhar no futuro.

Em recompensa por seu nobre ato de honestidade, a PRF foi até sua casa no dia 13 deste mês, para levá-lo para visitar a sala de operações da Delegacia 1.

“Te desejo sorte. Com foco e determinação, seu sonho será recompensado. Ao final do expediente, o policial rodoviário federal chega em casa com a sensação de ter feito a diferença para o cidadão. E precisamos de pessoas como você”, afirmou Luís Carlos Reischak, superintendente da PRF, ao jovem.

Ele também recebeu incentivo da policial Lívia Munaldi, de 25 anos, que acaba de entrar na PFR como uma das primeiras do concurso.

“Continue estudando. Se você tem o objetivo de prestar um serviço de excelência, está no caminho certo”, afirmou Munaldi, segundo o mesmo meio.

“Vale a pena ser honesto. No mundo em que vivemos falta muita honestidade”, compartilhou Soares. 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas