Jornalista do Apple Daily é detido no aeroporto de Hong Kong

Legislação contempla penas de prisão perpétua para casos como secessão, subversão, terrorismo ou conivência com forças estrangeiras, e tem sido fortemente criticada pelo movimento pró-democracia da cidade

Por Agência EFE

O editor Fung Wai-kong do jornal Apple Daily, recentemente fechado em Hong Kong, foi preso na noite de domingo no aeroporto de Hong Kong enquanto tentava deixar a cidade, informou a imprensa local na segunda-feira.

De acordo com fontes citadas pelo jornal South China Morning Post, a polícia deteve Fung para impedi-lo de deixar a cidade e foi detido sem que tenha havido queixa.

O jornal de Hong Kong publicou sua última edição na quinta-feira passada, apenas uma semana após a prisão de vários executivos acusados ​​de “conspirar com forças estrangeiras”, um dos crimes previstos na polêmica lei de segurança nacional que Pequim impôs no ano passado em Hong Kong. .

As autoridades de Hong Kong utilizaram a mesma acusação ao congelar os bens do chefe do jornal, que dizem ter publicado mais de 30 artigos nos quais apelava a sanções internacionais contra os regimes de Pequim e Hong Kong.

O fundador do Apple Daily, Jimmy Lai, uma das figuras mais conhecidas da oposição pró-democracia de Hong Kong, está na prisão e também enfrenta várias acusações relacionadas à lei de segurança nacional.

Esta legislação contempla penas de prisão perpétua para casos como secessão, subversão, terrorismo ou conivência com forças estrangeiras, e tem sido fortemente criticada pelo movimento pró-democracia da cidade, que considera que a legislação porá fim à autonomia e liberdades de que desfrutava a ex-colônia britânica.

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas