Jornada através do tempo?

Relógio suíço é encontrado numa antiga tumba Ming

A descoberta de pesquisadores de um relógio suíço na China enquanto filmavam um documentário em 2008 veio como uma grande surpresa. Ele não só era pequeno como um anel, mas também veio de uma tumba da dinastia Ming (1368-1644).

“Quando tentamos remover o solo ao redor do caixão, subitamente um pedaço de rocha caiu e acertou o chão com um som metálico”, disse Jiang Yanyu, ex-curador do Museu Guangxi, segundo o Daily Mail. “Depois de remover o solo do fragmento e examiná-lo melhor, nós ficamos chocados em ver que era um relógio.”

Apesar do relógio não parecer funcional por causa de seu tamanho, possuía dimensões perfeitamente proporcionais ao de um tamanho médio moderno. Ele indicava o horário de 10:06 e tinha a palavra “Swiss” gravada na parte posterior enferrujada.

“Relógios não eram comuns na dinastia Ming e a Suíça como país sequer existia”, disse um arqueólogo numa matéria do Austrian Times.

Acredita-se que a tumba na qual o relógio foi encontrado, localizada em Shangsi, no sul da China, tenha sido lacrada a mais de 400 anos e não foi visitada desde o funeral na dinastia Ming, mas pesquisadores estimaram que o relógio tivesse apenas 100 anos.

Enquanto o relógio pode ser categorizado como um Oopart ou artefato-fora-do-lugar, ele se apresenta de uma forma distinta e radical. Um Oopart é um objeto de tempos ancestrais com características impossíveis para aquele período de tempo, assim como o nível de tecnologia. Enquanto Ooparts convencionais aparentam ser artefatos tecnológicos feitos por raças antigas, o relógio suíço leva à especulação de que houve contato entre um viajante do último século e pessoas da dinastia Ming.

A falta de explicação deixou muitos imaginando que um viajante moderno deixou uma oferenda para um Ming de quem ele deve ter gostado durante a sua viagem há muito tempo atrás. Ou talvez, ele jogou sua lembrança do futuro na lama quando ele parou te marcar às 10:06, o tempo exato que os ponteiros do relógio apontavam a quatro séculos atrás.

 
Matérias Relacionadas