Jia Sixie, o autor da primeira enciclopédia de agricultura na antiga China

Jia Sixie, o autor da primeira enciclopédia de agricultura na antiga China (Catherine Chang/The Epoch Times)

Jia Sixie foi um agrônomo de destaque na Dinastia Wei do Norte e ficou conhecido pela autoria da primeira enciclopédia agrícola da China.

Em sua época, ele testemunhou guerras intermináveis e a perda de numerosas vidas. Neste contexto, Jia Sixie escreveu um livro de agronomia que se tornou muito conhecido, “As principais técnicas para o bem-estar do povo” (Qi Shu Yao Min), que registrou uma grande quantidade do conhecimento agrícola tradicional e sua própria experiência, observações e experimentos, na esperança de trazer riqueza para a nação e paz para as pessoas.

Do livro “Qi Shu Yao Min”, os leitores podem ver que a agricultura da época já era bem desenvolvida, com muitas técnicas e práticas registradas no livro ainda em uso hodiernamente.

O “Qi Shu Yao Min” é o livro mais antigo e abrangente sobre agronomia na história chinesa. Ele é composto de 92 volumes e cerca de 1,1 milhões de palavras, e inclui agronomia, horticultura (legumes, verduras e árvores frutíferas), gestão florestal, aves e gado, pesca, processamento de alimentos e fermentação alcoólica, além de outras formas de agricultura e artesanato. Os relatos dos capítulos de agrícola e horticultura são as partes mais importantes do livro. Nos capítulos que abrangem o cultivo, Jia Sixie enfatizou que “após o tempo certo e organizando-se o lugar certo, grande sucesso pode ser alcançado com menos esforço”.

Além de enfatizar a importância do momento e lugar, o livro também enfatiza a melhoria do solo e das tecnologias de cultivo (arado e sulcagem do solo, por exemplo). O conteúdo também cobre tópicos como a humidade adequada que deve ser mantida no solo, que a fertilidade do solo deve ser melhorada e que a rotação das culturas deve ser feita para utilizar e recompor diferentes nutrientes dos quais dependem culturas várias.

Para o cultivo de frutas, Jia Sixie abordou o processo de enxerto em detalhes. Sobre a pecuária, a importância da alimentação e da oferta de água foi ressaltada. Além disso, o livro também apresenta mais de duas dezenas de métodos de vinificação ou preparo de vinho e cerveja. No total, 156 livros de referência relacionados foram citados.

Este livro teve um papel importante na história da agricultura na China e no mundo. O “Qi Shu Yao Min” foi considerado uma enciclopédia da agricultura na antiga China, compilando sistematicamente a evolução da tecnologia agrícola até o período da Dinastia Wei do Norte. O livro não só promoveu o desenvolvimento da agricultura em seu tempo, mas também teve impacto de longo alcance sobre os cientistas agrícolas de gerações posteriores, ao sugerir pesquisas e desenvolvimentos futuros em agricultura e outras áreas próximas. Sua contribuição científica é um património de grande valor cultural na China, mas também uma pérola da ciência natural antiga do mundo.

Para conhecer outras figuras históricas da antiga China, clique aqui.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas