‘Jamais ameaçarei qualquer poder, mas acima de todos os poderes está a vontade popular’, diz Bolsonaro

Por Iasmin Costa, Terça Livre

Após percorrer cerca de 40 quilômetros, ao lado de apoiadores que participaram da “motociata” no Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro fez um discurso rápido, no qual garantiu lealdade aos seus eleitores. “Nós estamos prontos, se preciso for, para tomar todas as ações para garantir a liberdade de todos. […] Nós temos direito de professar a fé, direito de trabalhar e ir e vir. Jamais ameaçarei qualquer Poder, mas acima de todos os Poderes está a vontade popular”, disse o presidente.

Durante o discurso, o presidente também lamentou cada morte no Brasil, independente da sua causa. Bolsonaro reforçou que não pretende decretar lockdown nacional e criticou os governadores que adotaram a medida. “Muitos governadores e prefeitos simplesmente ignoraram a grande maioria da população brasileira e sem nenhuma comprovação científica decretaram lockdown, confinamento e toque de recolher. Hoje vocês já sabem o que é uma democracia e o que é uma tentativa de ditadura patrocinada por esses governadores. Nós não tiramos o emprego de ninguém, fizemos o possível para que eles fossem mantidos. Estamos em um momento difícil, mas, se Deus quiser, logo ele passará. Mas nós temos que viver, temos que ter esperança, alegria” disse.

Jair Bolsonaro também elogiou os valores conservadores. “Temos que agradecer à nossa direita, àqueles que defendem a família, a Pátria, e que têm Deus no coração. Podem ter certeza, nós vamos, sim, cada vez mais fazendo com que as pessoas eleitas por vocês façam melhor. Sei da enorme responsabilidade que eu tenho, mas sei do povo maravilhoso que me apoia” afirmou.

Entre para nosso canal do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas