Investidores taiwaneses na China em apuros

Falência ameaça 30% deles, enquanto China acrescenta mísseis
Tsai De-sheng, diretor da Secretaria de Segurança Nacional de Taiwan, disse que 30% dos investidores taiwaneses perderam dinheiro na China em 2012. (Agência Central de Notícias)

TAIPEI, Taiwan – A maioria dos investidores taiwaneses na China perdeu dinheiro em 2012, segundo Tsai De-sheng, diretor da Secretaria de Segurança Nacional de Taiwan. Ele disse que 30% dos investidores taiwaneses estão à beira da falência e outros 30% estão lutando. Tsai De-sheng apresentou os números durante uma sessão das reuniões do Comitê de Diplomacia e Defesa Nacional do legislativo de Taiwan, segundo o United Daily News de Taiwan.

O Daily News também informou que a China quer ter uma influência política maior em Taiwan. Ele informou que o Secretaria de Segurança Nacional afirmou que a China está insatisfeita que só haja troca econômica, mas não política entre os dois. Eles querem negociar mudanças políticas com Taiwan, que a China oficialmente considera como uma província rebelde. Taiwan se considera uma nação soberana.

O legislador Chiu Yi-ying do Partido Democrático Progressista perguntou a Tsai De-sheng por que o governo de Taiwan está em silêncio sobre os riscos de fazer negócios com a China, reportou o United Daily News. Ela disse que a administração Ma Ying-Jiu e o Conselho de Assuntos Continentais promovem o investimento na China, mas ela se perguntava o porquê. “Será que tudo tem que voltar para a China?”

Chiu Yi-ying disse que acha que o governo deve falar sobre os riscos de investir na China, em vez de apenas os benefícios. Ela disse, “Nossos empresários estão enfrentando falência e até mesmo ameaças de segurança pessoal. Nós somos incapazes de protegê-los”, reportou o United Daily News.

Ela também descreveu uma preocupação mais grave do que um risco econômico para os investidores. A China tem adicionado mísseis para serem potencialmente usados contra Taiwan. O número cresceu de 1.400 para 1.600, segundo o Daily News.

Tsai De-sheng respondeu que a taxa de acúmulo de mísseis diminuiu, mas segundo Chiu Yi-ying, um aumento mais lento não significa segurança. Ela pediu à Secretaria de Segurança Nacional para obter detalhes sobre mísseis da China destinados a Taiwan e liberar as informações para o público.

P. K. Chiang, presidente em fim de mandato da Fundação de Intercâmbio do Estreito, disse que lembrou aos empresários taiwaneses que a vida na China depende de relações humanas, segundo o Daily News. Empresários taiwaneses precisam estar familiarizados com as leis locais e o ambiente de investimento. Eles precisam ter cuidado para não serem enganados.

Tsai De-sheng disse que todos sabem que o investimento na China é tanto um risco como uma oportunidade, mas recentemente os riscos têm sido muito maiores.

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas