Indústria de lojas online causa mortes súbitas na China

Uma estudante monitora os pedidos de um cliente num laptop. Ela e uma colega administram uma loja no Taobao, um site similar ao eBay (Philippe Lopez/AFP/Getty Images)

O estresse causado pela operação das principais lojas online na China tem resultado em morte de lojistas, que normalmente trabalham longas horas, com alimentação irregular, dormindo pouquíssimo e tendo péssimos hábitos de higiene.

Assim como o eBay e a Amazon nos Estados Unidos, a indústria de compras online vem crescendo rapidamente na China. O mais famoso é o website de varejo Taobao. Muitas lojas e marcas no site têm crescido rapidamente em popularidade, mas o nível de estresse para os comerciantes envolvidos também aumentou.

No final de maio, uma postagem intitulada “As dez principais indústrias propensas à morte súbita” foi amplamente compartilhada na internet chinesa, na qual “lojista do Taobao” foi listado como o 10º trabalho de alto risco na indústria.

A mais recente vítima de alto estresse foi Wu Lijun, ex-presidente da famosa loja online do Taobao “Ni Yu Fang”. Wu, de 36 anos, morreu em 15 de julho, chocando a indústria chinesa de e-commerce e provocando preocupação por este grupo. A loja de Wu, “Yu Ni fang”, era best-seller do Taobao de máscaras de cuidados faciais. Em julho de 2011, ele lançou a marca “Kezi Quan” e, desde então, ganhou vários prêmios de empreendedor de e-commerce.

Kezi Quan postou uma mensagem em seu microblogue sobre a morte de Wu: “O Sr. Wu Lijun, devido às longas horas de trabalho, sofreu de trombose do seio venoso cerebral em 8 de julho e morreu em 15 de julho com 36 anos.”

Horas extras de trabalho são comuns para os donos de lojas Taobao. De acordo com um proprietário de loja online, a fim de suprir às necessidades de atendimento ao cliente e marketing e preencher o número crescente de encomendas, os trabalhadores têm de processar os pedidos e entregar as mercadorias até tarde da noite e também atualizar a página web para promoções.

Devido à alta demanda de clientes, vendedores Taobao consistentemente têm uma grande carga de trabalho fazendo com que trabalhem longas horas, comam em horários irregulares e frequentemente não tenham tempo para beber água ou usar o banheiro.

Este estilo de trabalho de grande estresse está fazendo a saúde dos donos de lojas online se deteriorar cada vez mais. Em novembro de 2011, o Taobao fez exames físicos em seus 74 gerentes/proprietários de loja. Destes, 38 gerentes/proprietários ou mais de 50% tinham anomalias cervicais; 37 ou 94% das gerentes/proprietárias tinham hiperplasia da glândula mamária; 35% ou 26 gerentes/proprietários foram diagnosticados com hipermetropia. Faringite crônica, dislipidemia, doença do fígado gorduroso e anomalia da tireoide foram confirmadas em 21, 19, 18 e 17 dos gerentes/proprietários, respectivamente.

Os jornais chineses relataram pelo menos quatro casos de morte súbita de vendedores do Taobao apenas em 2012.

Taxa de mortalidade crescente

Em toda a China, a morte devido ao excesso de trabalho tem aumentado. De acordo com um estudo estatístico de 2012, intitulado “Preocupação e cuidado com a saúde do trabalhador de colarinho branco”, o número de “mortes súbitas por excesso de trabalho” a cada ano é de cerca de 600 mil pessoas, o que significa que mais de 1.600 pessoas por dia em média morrem devido a esgotamento. A China superou o Japão no número de mortes súbitas por excesso de trabalho.

Especialistas do Centro de Educação em Saúde da China disseram que as principais razões para a morte súbita por excesso de trabalho são as longas horas de trabalho, mão de obra intensiva e estresse psicológico contínuo, combinados com dieta irregular e deficiente e pouca ou nenhuma atividade física.

Este estilo de vida irregular, eventualmente, leva à formação de coágulos sanguíneos. Além disso, permanecer sentado por longos períodos provoca trombose nas pernas, enquanto ficar de pé de repente nessas condições pode desencadear enfarte do miocárdio ou cerebral, culminando em morte súbita.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas