Imperador Yu, o antecessor da Dinastia Xia

Depois do Imperador Shun, Yu se tornou o próximo imperador em 2205 a.C. Yu era um dos descendentes do Imperador Amarelo e era conhecido por sua bondade e talento. Yu foi recomendado por vários ministros como a pessoa mais capaz de encontrar meios de controlar as enchentes que assolavam a nação. Portanto, foi escolhido pelo Imperador Shun para ser o responsável por controlar as enchentes.

Gun, o pai de Yun, passou nove anos construindo diques e represas para prevenir enchentes no reinado de Yao, mas seus esforços não tiveram resultado.

O método adotado por Yu foi diferente do de seu pai. Percebendo e se aproveitando do fluxo descendente natural da água, ele dragou canais de acordo com as funções físicas do terreno para conduzir os nove grandes rios para o mar. Depois de 13 anos de trabalho intenso, as enchentes abrandaram.

Yu devotou-se ao controle das enchentes porque ele sabia que controlá-las salvaria a vida das pessoas. Sua devoção era tal que três vezes ele passou por sua casa sem parar. A primeira vez, ele havia apenas começado o trabalho de controle das enchentes e não parou para visitar sua esposa embora fossem recém-casados. A segunda vez, ele estava ocupado em controlar as enchentes e não visitou sua família embora seu filho fosse recém-nascido. A terceira vez, ele estava tão ocupado com a condução das águas para o mar que não teve tempo de parar, mas apenas acenou para sua esposa e filho.

Depois de desenvolver um controle de enchente satisfatoriamente, Yu ensinou as pessoas como plantar uma variedade colheitas nas terras férteis. Finalmente, a vida das pessoas se tornou feliz e pacífica.

Devido as grandes contribuições de Yu e sua compaixão pelo povo, ele era amplamente amado. Yu era muito humilde, benevolente e confiável, e o Imperador Shun contava tanto com ele, que em 2205 a.C., o Imperador Shun passou o trono a Yu ao invés de seu próprio filho.

Yu tem sido lembrado pelo povo chinês como Yu, o Grande.

A soberania hereditária começa

O Imperador Amarelo, Yao e Shun foram respeitados e apoiados por cada tribo para se tornarem imperadores pelo caráter virtuoso que tinham. Eles reinaram na antiga sociedade chinesa com princípios morais e uma administração folgada. Eles elegeram seus sucessores respectivos baseados em seus carateres virtuosos e suas habilidades. Eles também consultaram a opinião do povo para tomar a decisão final sobre para quem deveria ser passado o trono.

Yu era o trineto do Imperador Amarelo. Seu bisavô e pai não foram imperadores, mas ministros do imperador. Yu passou o trono a um sábio, mas depois de três anos de luto da morte de Yu, o sábio retornou o trono ao filho de Yu. Desde então, o sistema hereditário foi estabelecido e o trono passou a ser transmitido ao filho ou irmão.

Dinastias subsequentes continuaram o sistema hereditário. O filho de Yu estabeleceu a primeira dinastia, conhecida como: Dinastia Xia. O estabelecimento da Dinastia Xia marca o fim da sociedade primitiva e tribal na China.

O nascimento da Dinastia Xia foi um importante marco na história da civilização chinesa. Ela durou 400 anos e teve um total de 17 gerações (2205-1766 a.C.).

 
Matérias Relacionadas