Idosa de 68 anos é presa na China devido à sua crença

A sra. Chen E, de 68 anos, foi presa por quatro policiais da Delegacia de Polícia da cidade de Qidingshan em 23 de junho de 2015, por falar com o público sobre a perseguição contra o Falun Gong. Depois ela foi levada para o Centro de Detenção Yaojia, na cidade de Dalian.

Dalian é uma das três cidades reconhecidas como as “melhores cidades turísticas da China” pela Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas em 2007.

Após buscas realizadas em sua casa, a polícia apreendeu uma coleção de livros de Falun Gong, um computador e um telefone celular. O filho da sra. Chen descobriu sobre a busca e apreensão em sua casa depois de voltar do trabalho, e imediatamente foi para o centro de detenção. No entanto, foi proibido de ver sua mãe. Outros membros da família foram para o centro de detenção em 29 de junho, mas também foram proibidos de visitá-la.

A sra. Chen estuda uma prática de meditação chamada Falun Gong, que se baseia no princípios de verdade, compaixão e tolerância. A prática é completamente pacífica, e começou a ser perseguida pelo Partido Comunista Chinês em 1999 devido ao grande número de adeptos.

Leia também:
Cirurgião confirma crime de extração de órgãos do PCC
Desenhos de torturas praticadas na China revelam histórias chocantes
Parlamento Italiano dá mais um passo para deter tráfico de órgãos na China

A sra. Chen, uma residente de Dalianpao, vila do distrito de Jinzhou, em Dalian, costumava sofrer de doença cardíaca, tonturas e outras doenças graves. Ela frequentemente era hospitalizada, sem muitas melhoras. Para agravar as coisas, o marido morreu quando seu filho era jovem. A sra. Chen teve então um colapso mental.

Na primavera de 1999, ela começou a praticar Falun Gong. Depois de um curto período de tempo, ela recuperou sua saúde e se tornou uma pessoa melhor. Ela seguiu os princípios da Verdade-Compaixão-Tolerância na sua vida diária. Ela disse que era uma pessoal facilmente irritável e tornou-se mais carinhosa como resultado da prática.

A sra. Chen cultiva vegetais em duas grandes estufas. Ela não usa produtos químicos para aumentar a produção, mas seu rendimento foi maior do que o dos agricultores com estufas de tamanho similares. Ela oferece conselhos de horticultura aos seus clientes e outros fornecedores sem cobrar taxas extras. Ela também contratou uma cuidadora para cuidar de sua mãe que tem 90 anos de idade e exige muito do seu tempo cuidando dela.

 
Matérias Relacionadas