Homem acidentado tem mão enxertada em tornozelo

Essa mão grudada ao tornozelo não é instalação de arte. Nem manipulação de imagem. Mas resultado de um grupo de médicos que quis salvar uma mão. E conseguiu. Veja aqui esse exemplo de perseverança.

Um trabalhador chinês (Xiao Wei) teve a mão decepada. Os médicos que o atenderam disseram que nada podiam fazer: a mão não poderia ser implantada.

Mas Xiao foi encaminhado para um outro hospital, onde alguns médicos não perderam a esperança.

Só que o implante não poderia ser realizado. Teria de esperar pelo menos um mês até que o braço pudesse receber, enfim, a mão.

Para manter o fluxo sanguíneo, a mão foi grudada ao tornozelo por um mês até voltar ao seu lugar certo. Ele recuperou a mão. E, agora, começa a fase de fisioterapia para tentar recuperar seus movimentos.

A extração forçada de órgãos de prisioneiros de consciência vivos tem sido repudiada internacionalmente (HAP/Quirky China News/Rex Images)
A extração forçada de órgãos de prisioneiros de consciência vivos tem sido repudiada internacionalmente (HAP/Quirky China News/Rex Images)

Infelizmente, na China de hoje, a medicina de transplante não está apenas a serviço do bem comum, mas é utilizada pelo regime comunista chinês para um comércio brutal de órgãos. A extração forçada de órgãos de prisionerios de consciência vivos tem sido repudiada internacionalmente, mas a China prossegue esta prática inumana que já vitimou dezenas de milhares. Leia mais aqui.

Esse conteúdo foi originalmente publicado no site Catraca Livre

 
Matérias Relacionadas