A história de um restaurante asiático na Argentina

Por Minghui.org

Há dois anos, um praticante do Falun Gong abriu um restaurante asiático em Buenos Aires, capital da Argentina. Vários praticantes também se tornaram funcionários. Eles ajudaram muitas pessoas a saber sobre o Falun Gong.

O dono do restaurante comentou: “Devido à sua localização no centro da cidade, muitos dos clientes são profissionais, donos de empresas e descendentes de chineses. Nós só usamos ingredientes saudáveis e sem “Organismos Geneticamente Modificados” (OGM). A nossa comida premium e serviço de alta qualidade logo atraíram grupos de clientes fiéis”.

Clientes e funcionários celebram o Dia Mundial do Falun Dafa juntos (Minghui.org)
Clientes e funcionários celebram o Dia Mundial do Falun Dafa juntos (Minghui.org)

Fazendo as coisas com o coração

Existem diferentes histórias que circulam no restaurante todos os dias. Duas mulheres chegaram ao restaurante e ambas trabalhavam para uma companhia de petróleo em Pequim que almejava expandir seus negócios na América Latina. Uma delas era da Colômbia e a outra de Xinjiang. A chinesa ficou muito satisfeita com a comida, dizendo que ficaria em Buenos Aires e visitaria nosso restaurante com frequência.

No começo, hesitei em falar com ela sobre o Falun Gong, pensando que ela talvez não voltasse. Mas ela continuou perguntando e no final eu disse a ela que eu era um praticante do Falun Gong. Como o inglês dela era muito bom, conversei com ela sobre a extração forçada de órgãos na China de praticantes vivos do Falun Gong para a obtenção de lucro, e então mostrei a versão em inglês do livro Bloody Harvest. Então eu disse a ela que dois praticantes que vieram para a Argentina um ano antes tinham sido perseguidos na China devido à sua crença. Um deles ficou detido e foi torturado durante nove anos. Os praticantes foram pendurados de cabeça para baixo por vários dias enquanto eram espancados e torturados com bastões elétricos.

Posso afirmar que a informação foi muito opressiva para a mulher porque ela estava tremendo. Ao sair, ela pegou alguns materiais para levar, incluindo uma cópia dos Nove Comentários sobre o Partido Comunista Chinês. Ela disse que esteve em muitos países e que esta havia sido a primeira vez em que conversou com um praticante.

Um chinês de cerca de 25 anos também veio comer. Ele era muito falador. Ele ficou surpreso ao saber que todos que trabalhavam no restaurante eram praticantes do Falun Gong. Ele disse que achava que os praticantes do Falun Gong eram todos loucos. Eu contei a ele sobre o Falun Gong e recomendei alguns materiais informativos para ele. Ele os aceitou, mas hesitou sobre os Nove Comentários sobre o Partido Comunista. Pensando que este livro era importante para ele ler, convenci-o a pegar uma cópia.

Antes de partir, ele disse que aprendeu que os praticantes do Falun Gong são pessoas boas e elogiou nossa comida. Eu expliquei a ele que era porque todos nós fazemos as coisas com o coração.

Esclarecendo a verdade pela televisão

Muitos chineses vêm e comem em nosso restaurante, desde funcionários comuns, funcionários do governo até turistas. Toda semana, nós lhes fornecemos notícias através do jornal Epoch Times. Durante as turnês do grupo de dança Shen Yun Performing Arts, nós lhes demos folhetos sobre o Shen Yun. Além disso, colocamos uma televisão de tela grande no refeitório, para que as pessoas pudessem assistir enquanto comiam. A senha para a conexão Wifi era “Falun Dafa é ótimo”, o que foi um pouco surpreendente para eles. A maioria deles, no entanto, sorriu e aceitou.

Há uma grande empresa chinesa que não está muito distante de nós. Os funcionários sabem que somos praticantes do Falun Gong e sabem que a nossa comida é boa. Nos últimos meses, no entanto, poucos deles vieram comer em nosso restaurante. Nós fomos informados de que a empresa deles abriu duas lanchonetes que ofereciam comida grátis aos funcionários. Certa vez, quando as cafeterias ficaram fechadas por alguns dias, nosso restaurante ficou cheio com esses funcionários. Um deles disse que queria assistir ao Shen Yun, mas a empresa tem uma política que os desencoraja a fazê-lo. Ficamos tristes ao ouvir isso e outros clientes em nosso restaurante também sentiram o mesmo. Eles disseram que este é um exemplo da infiltração do Partido Comunista na comunidade chinesa.

Turistas chineses e profissionais de negócios tiveram várias reações quando nos ouviram falar sobre o Falun Gong. Alguns liam ou pegavam materiais e alguns apenas ouviam. A maioria deles assistiu nossa televisão. Um turista levou uma cópia dos materiais antes de partir para a China, para que pudesse ler em seu hotel. Outro visitante chinês nos visitou três vezes e saiu com materiais e uma cópia do Zhuan Falun.

Certa vez, um grupo de chineses sentou-se em uma mesa perto da tv. Era cedo e não havia outros clientes no restaurante. Um deles desligou o aparelho, mas voltamos a ligá-lo. Ele desligou novamente e voltamos a ligá-lo novamente, sugerindo que ele não mudasse o canal. Nós explicamos que temos o direito de tocar o que escolhemos em nosso restaurante, e seus amigos disseram que ele estava sendo indelicado. Eles gostaram da refeição e, quando saíram, alguns deles já tinham uma atitude positiva em relação ao Falun Gong.

Em outra ocasião, uma equipe de corridas de carros da China veio e eles ficaram contentes em ver programas sobre o Falun Gong na televisão. Eles disseram que gostaram da energia daqui e até torciam pelo Falun Gong. Um deles morava no Canadá com parentes de Changchun, da China, que estão praticando o Falun Gong. Ele nos mostrou os exercícios e todo o grupo agradeceu a introdução do Falun Gong pelo Sr. Li Hongzhi ao público.

Energia positiva

Muitos clientes parecem gostar de nós não só porque gostam da comida, mas também porque gostam do nosso ambiente. Um deles é ex-chefe da Agência Nacional de Segurança, cujo escritório fica próximo. Ele disse que seus problemas estomacais pararam desde que ele começou a comer aqui.

O dono de uma loja de antiguidades às vezes come aqui com dois de seus filhos adultos. Ele frequentemente pede frango frito com arroz, embora o alimento frito seja normalmente considerado não ideal para pessoas com problemas estomacais crônicos. Ele disse que sua dor na barriga desapareceu depois de comer aqui. Às vezes ele também pede mais para levar para o jantar em casa.

Mantemos um controle rigoroso da qualidade. Por exemplo, usamos apenas frango orgânico e óleo fresco. O pão também é assado diariamente, inclusive fazemos a massa, cozinhando e assando. Esperamos que a alta qualidade e a energia positiva dos praticantes beneficiem nossos clientes.

Porque nos disciplinamos com os princípios da Verdade-Compaixão-Tolerância, muitos clientes ficam impressionados com nossa comida e serviço. Alguns do Brasil, Miami ou mesmo Taiwan sugeriram que abríssemos restaurantes nesses locais, dizendo que continuaríamos a ter sucesso nesses países. Nós explicamos a eles que o crédito pelo nosso trabalho deveria ir para o Falun Gong.

Nestes dois anos, um grande número de clientes aprendeu o Falun Gong conosco. Alguns estão interessados em ler mais, alguns foram aos grupos para aprender os movimentos, e alguns compraram cópias do Zhuan Falun.

Cultivo na vida diária

Trabalhar no restaurante exige muito, especialmente quando há muitos clientes. Precisamos agir rapidamente, alcançar bons resultados e trabalhar longas horas todos os dias. Outros proprietários de restaurantes se queixaram da administração dos funcionários do restaurante, enquanto os funcionários estavam insatisfeitos com o baixo salário para o trabalho intensivo. Além disso, quando alguém está doente, outra pessoa precisa fazer mais trabalho. Também há questões de desconfiança e roubo.

Mas em nosso restaurante, cada um de nós é um trabalhador exemplar porque seguimos os princípios da Verdade-Compaixão-Tolerância. Em Zhuan Falun, o Mestre citou as palavras de um gerente de fábrica:

“Depois de estudar seu Falun DaFa, os empregados chegam cedo e saem tarde; eles trabalham com diligência e respeito, fazem bem qualquer trabalho solicitado pelas chefias e não competem mais por benefícios e vantagens. Desde que eles começaram a agir assim, o aspecto moral na fábrica elevou-se muito e o retorno econômico também melhorou. Sua prática é impressionante; eu também vou assistir às palestras quando seu Mestre vier”.

 
Matérias Relacionadas