Händel, compositor insuperável de música clássica barroca

George Frideric Händel foi um músico alemão de origem britânica e viveu no século XVIII; suas composições estão entre as mais interpretadas e ouvidas de todos os tempos.

Um poema anônimo de 1940 descreve em belas palavras a insuperável música clássica barroca de Händel, e a grandiosa surpresa que ela causou em sua época. Os músicos da atualidade revivem suas notas mágicas em todas as especialidades: orquestra, piano, flauta, violão e inclusive harpa.

“… a harmonia de Händel afeta o âmago de nosso ser;
Com sua controlada força, acalma com doçura;
Sua musicalidade é como sons de esferas que rodam,
Ecoando em nossa mente, tanto nos sentidos como em nossos ouvidos”, cita a Organização Händel.

George Frideric Händel  foi compositor, criador e grande empreendedor. Depois de destacar-se em todos os países da Europa por onde esteve viajando, finalmente se estabeleceu em Londres, onde foi aclamado e se consagrou por seus notáveis méritos.

Compôs sua primeira ópera – Almira – em Hamburgo e na Itália criou a música sacra, popular e teatral. Realizou obras para o teatro do Rei na Inglaterra e chegou a ser o Diretor da Academia Real de Música em Londres.

Händel possui um extenso repertório, entre elas – Grandes Árias – o oratório do Messias, e a Música de Natal.

Uma das peças, Sarabande da Suite 4 é  interpretada em uma mostra de três vídeos pelo violinista clássico Minoru Inagaki;  pelo pianista Maksim Mrvica e pela harpista Floradela Sacchi.

Minoru Inagaki é um violinista clássico japonês, laureado em Paris por unanimidade. Em 1975 foi vencedor do segundo prêmio do concurso de guitarra em Osaka, Japão.

O notável pianista croata Maksim Mrvica recria um arranjo de Sarabande para piano e orquestra no Roundhouse de Londres.

No terceiro vídeo, Floraleda Sacchi toca uma excelente versão de Sarabande na Harpa, entretanto, as imagens de vídeo talvez não consigam refletir o aspecto doce da música de Händel.

 
Matérias Relacionadas