Grande explosão solar durante a Páscoa provoca apagões de rádio

“Esta é a terceira erupção solar mais forte do ciclo atual”

Por Katabella Roberts 

O sol produziu uma enorme explosão solar no fim de semana do feriado da Páscoa, provocando apagões de rádio no sudeste da Ásia e na Austrália, afirmaram especialistas.

A erupção solar da Páscoa atingiu o pico às 00h34 (horário de Brasília) no domingo, de acordo com o Centro de Previsão do Clima Espacial dos Estados Unidos (SWPC), e foi seguida, logo depois, por uma ejeção de massa coronal (CME).

Uma CME é um jato de plasma e partículas altamente magnetizadas que podem conter até um bilhão de toneladas de matéria.

“Uma erupção X1 foi observada em 17/0334 UTC da recém-numerada Região 2994 (N14E75)”, disse a agência em uma atualização. “Este evento R3 (Forte) teve uma varredura de rádio Tipo II associada e uma explosão de rádio de 10 cm.”

Quando a Terra está no caminho direto de uma CME, as partículas ejetadas do sol interagem com o campo magnético da Terra, produzindo correntes geomagneticamente induzidas (GIC).

Essas correntes podem causar grandes tempestades geomagnéticas que interrompem os satélites de comunicação e os cabos de longa distância que fornecem a internet ao mundo.

No entanto, especialistas disseram que a maior parte da CME que ocorreu no fim de semana não vai atingir a Terra enquanto ela orbita ao redor do Sol e passa atrás do nosso planeta, embora haja uma chance de que um componente da CME seja direcionado para a Terra, analistas da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica estão monitorando isso.

“Esta é a terceira erupção solar mais forte do ciclo atual”, disse o SWPC. “Uma ejeção de massa coronal de halo parcial foi lançada no espaço, mas não se espera que chegue à Terra.”

A erupção irrompeu das Regiões 2994 e 2993, um aglomerado de manchas solares ativas que viram “explosões substanciais” antes de emergir pela primeira vez na extremidade leste do Sol.

As explosões de classe X, conhecidas como grandes eventos solares, são explosões solares significativas que emitem radiação suficiente para desencadear apagões de rádio em todo o mundo e tempestades de radiação de longa duração.

De acordo com o SWPC, um pulso de raios-X da erupção no fim de semana provocou um forte apagão de rádio de ondas curtas no sudeste da Ásia e na Austrália.

“Marinheiros, aviadores e operadores de rádio amador podem ter notado efeitos de propagação incomuns em frequências abaixo de 30MHz”, disse a agência, observando que a atividade solar deve estar ativa na próxima semana, à medida que “essas manchas solares migram pelo disco visível”.

A última erupção solar ocorreu em meio a um aumento na atividade solar durante o ciclo climático solar de 11 anos, em que o atual, conhecido como Ciclo Solar 25, começou em 2019.

Cientistas da NASA disseram que esperam que a atividade do Sol aumente em direção à próxima máxima em julho de 2025, o que, por sua vez, significa que mais erupções provavelmente ocorrerão.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas