Grande desfile do Falun Dafa emociona espectadores em Manhattan

Mais de 8 mil praticantes do Falun Dafa se reuniram em Manhattan, Nova York, no dia 15 de maio, num grande desfile comemorativo do 23º aniversário da introdução do Falun Dafa (também conhecido como Falun Gong) ao público. Eles também pediram pelo fim da perseguição ao Falun Dafa na China e prestaram apoio aos chineses que renunciaram ao Partido Comunista Chinês (PCC) e às suas organizações afiliadas.

O desfile incluiu três alas com os temas: “Falun Dafa é bom”, “Parem a perseguição ao Falun Dafa” e “Apoiem os 200 milhões de chineses que abandonaram o PCC e suas organizações afiliadas”. O desfile começou na praça em frente à ONU, passou pela rua 42, pelo Times Square e terminou em frente à Embaixada Chinesa.

Grande desfile com mais de 8 mil praticantes do Falun Dafa, em Manhattan, Nova York (Minghui.org)
Grande desfile com mais de 8 mil praticantes do Falun Dafa, em Manhattan, Nova York (Minghui.org)
Nas faixas da frente lê-se: Falun Dafa. Nas faixas de trás (ao alto) lê-se: Verdade, Compaixão, Tolerância (Minghui.org)
Nas faixas da frente lê-se: Falun Dafa. Nas faixas de trás (ao alto) lê-se: Verdade, Compaixão, Tolerância (Minghui.org)
Carro alegórico simbolizando a flor de lótus. Na faixa lê-se: Falun Dafa é bom (Minghui.org)
Carro alegórico simbolizando a flor de lótus. Na faixa lê-se: Falun Dafa é bom (Minghui.org)
Grupo de praticantes franceses. Na faixa da frente lê-se: Falun Dafa é bom (Minghui.org)
Grupo de praticantes franceses. Na faixa da frente lê-se: Falun Dafa é bom (Minghui.org)
Os praticantes seguram faixas ilustrando o principal livro do Falun Dafa, Zhuan Falun, o qual foi publicado em diversos idiomas (Minghui.org)
Os praticantes seguram faixas ilustrando o principal livro do Falun Dafa, Zhuan Falun, o qual foi publicado em diversos idiomas (Minghui.org)
Bandeiras em várias cores com os dizeres: Verdade, Compaixão, Tolerância (Minghui.org)
Bandeiras em várias cores com os dizeres: Verdade, Compaixão, Tolerância (Minghui.org)
Nas faixas da primeira fila, da esquerda para a direita, lê-se: “Os Nove Comentários espalham boa fortuna”; “Renuncie ao PCC para ter um futuro seguro”; “Os céus desintegrarão o PCC, e “Os céus protegem a China” (Minghui.org)
Nas faixas da primeira fila, da esquerda para a direita, lê-se: “Os Nove Comentários espalham boa fortuna”; “Renuncie ao PCC para ter um futuro seguro”; “Os céus desintegrarão o PCC, e “Os céus protegem a China” (Minghui.org)

Leia também:
Parlamento Canadense condena extração forçada de órgãos de praticantes do Falun Gong
Praticantes do Falun Gong são acorrentados no chão e alimentados a força
Praticante do Falun Gong sofre tortura e abusos por não desistir de sua crença

“Lindo!”, elogiou a sra. Jamila, de Mônaco, oficial de uma das organizações das Nações Unidas. “Divulgar os fatos é importante. Eu compartilho os seus princípios ‘Verdade-Compaixão-Tolerância’ do fundo do meu coração.”

Depois de saber sobre a perseguição ao Falun Dafa na China, ela acrescentou: “Espero que vocês continuem seus esforços para manter o protesto. Vocês estão indo muito bem.”

Representante do Instituto Ditosa Virgem Maria, nas Nações Unidas, Cecilia O'Dwyer, acredita que Verdade, Compaixão e Tolerância são belos princípios (Minghui.org)
Representante do Instituto Ditosa Virgem Maria, nas Nações Unidas, Cecilia O’Dwyer, acredita que Verdade, Compaixão e Tolerância são belos princípios (Minghui.org)

“A perseguição traz sofrimento para todos. Perseguir um grupo por causa de sua ideologia diferente é algo que não deve ocorrer em lugar nenhum no mundo”, disse Cecilia O’Dwyer, representante do Instituto Ditosa Virgem Maria na ONU. Ela disse que não tinha ouvido muito sobre a situação do Falun Gong na China. Ela acredita que Verdade, Compaixão e Tolerância são belos princípios para aplicar na vida.

Escritora nova-iorquina, Cheryl Lee Terry, está feliz em ver a expansão do Falun Gong (Minghui.org)
Escritora nova-iorquina, Cheryl Lee Terry, está feliz em ver a expansão do Falun Gong (Minghui.org)

A escritora nova-iorquina, Cheryl Lee Terry, ficou um bom tempo assistindo o desfile. Ela comentou: “Falun Gong é muito pacífico. Estou feliz em ver a expansão do Falun Gong.”

A sra. Terry simpatiza com os praticantes que têm sido perseguidos na China. Ela não acredita que o PCC irá mudar. Ela disse: “Felizmente, os praticantes do Falun Gong podem praticar livremente nos Estados Unidos.”

William Romero gostou do grande desfile (Minghui.org)
William Romero gostou do grande desfile (Minghui.org)

“Esplêndido. Eu estou gostando muito do desfile”, disse o Dr. William Romero, que aprecia a cultura tradicional chinesa. Ele disse que planeja aprender mais sobre o Falun Gong e a perseguição na China.

Advogado sênior chinês declara: o Falun Gong é a esperança da China

“Os seres humanos precisam de crença espiritual. O comunismo promove o materialismo, não a moralidade e a humanidade”, disse um advogado sênior chinês que não quis revelar seu nome. Ele disse que tem advogado por mais de 40 anos e que o Falun Gong é a esperança da China: “O mundo inteiro vai ajudar o Falun Gong. O controle comunista totalitário na China irá desaparecer. O Partido Comunista tem se mantido por algumas dezenas de anos. Mas a civilização humana existe há vários milhares de anos. O PCC não pode manter seu controle violento por muito tempo.”

Rain Li veio para os EUA há alguns anos. Ele disse: “Quando eu estava na China, eu visitei o site do Epoch Times contornando o bloqueio de internet. Eu renunciei a minha participação nas organizações afiliadas ao PCC. Os princípios da Verdade, Compaixão e Tolerância são consistentes com os valores tradicionais chineses. Mas a natureza do Partido contradiz a humanidade.”

Paul, de Harbin, província de Heilongjiang na China, chegou a Nova York há muito pouco tempo. Ele disse: “Eu assisti à NTDTV na China e aprendi muito. Eu estou de acordo com os princípios do Falun Gong. As três palavras (Verdade-Compaixão-Tolerância) estão cheias de energia positiva. Para os jovens, elas podem ajudá-los a crescer nas suas carreiras. Para os mais velhos, elas podem ajudá-los a viver em paz. A China precisa de Verdade-Compaixão-Tolerância.”

 
Matérias Relacionadas