Governo Biden reverte regras de eficiência de combustível da era Trump

Medida pode economizar nos custos da gasolina, mas também aumenta os preços dos veículos

Por Mimi Nguyen Ly 

O governo Biden anunciou em 1º de abril que está aumentando os requisitos de eficiência de combustível, revertendo a decisão do governo Trump.

Os novos veículos vendidos nos Estados Unidos terão que percorrer uma média de pelo menos 49 milhas (aproximadamente 80 quilômetros) por galão de gasolina em 2026 sob as novas regras federais. A exigência teria sido de 32 milhas por galão se seguisse as regras da era Trump.

Especificamente, a Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário (NHTSA) disse que os requisitos de eficiência de combustível aumentarão 8% ao ano para 2024 e 2025 e 10% anualmente para o ano de 2026.

Em março de 2020, o governo Trump reverteu os requisitos de eficiência de combustível para aumentos anuais de 1,5% até 2026. O governo Obama exigiu aumentos anuais de 5%.

O novo regulamento (pdf) marca um aumento ligeiramente maior do que a proposta delineada em agosto de 2021 pela NHTSA em um processo conjunto de regulamentação com a Agência de Proteção Ambiental (EPA), como parte dos esforços para melhorar a milhagem do gás e reduzir a poluição do tubo de escape.

A EPA anunciou regras semelhantes (pdf) em dezembro de 2021.

O secretário de Transportes Pete Buttigieg disse que a nova regra “significa que as famílias americanas poderão dirigir mais antes de encher o tanque, economizando centenas de dólares por ano”.

NHTSA estima (pdf) que, sob a regra, os consumidores poderiam economizar US $1.387 em custos de combustível ao longo da vida útil de um veículo, mas o custo médio de um veículo novo também teria um aumento quase equivalente — US $1.087.

A Reuters e a Associated Press contribuíram para esta reportagem.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas