Governador anuncia quatro hospitais temporários e alerta que o coronavírus pode infectar até 80% de Nova Iorque

"Corpo do Exército começará imediatamente o trabalho para construir os hospitais temporários"

Por Katabella Roberts

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo (D), anunciou em 21 de março quatro locais diferentes que estão sendo considerados locais para a construção de hospitais de campanha temporários, em uma batalha estadual para conter o vírus do PCC, também conhecido como o novo coronavírus.

O Epoch Times refere-se ao novo coronavírus, que se originou em Wuhan, na China, e causa a doença COVID-19, como o vírus do PCC, porque o encobrimento e a má administração do Partido Comunista Chinês (PCC) alimentaram sua disseminação por toda a China e por todo o mundo.

Em uma entrevista coletiva em Albany, Nova Iorque, Cuomo nomeou o Centro de Convenções Jacob K. Javits e os locais em SUNY Stony Brook, SUNY Old Westbury e Westchester Convention Center como possíveis locais para hospitais temporários.

Os locais foram recomendados pelo Corpo de Engenheiros do Exército que, juntamente com oficiais do Departamento de Serviços Gerais, Autoridade de Dormitório do Estado de Nova Iorque, Departamento de Saúde e Divisão de Assuntos Militares e Navais do Estado de Nova Iorque, visitou e analisou mais de uma dúzia de locais nos últimos dias.

“Com a determinação do governador, espera-se que o Corpo do Exército comece imediatamente o trabalho para construir os hospitais temporários”, disse o escritório de Cuomo em comunicado, acrescentando que cada hospital de campo teria capacidade para 250 leitos.

Cuomo alertou que as projeções mostram que 40 a 80% da população do estado, ou até 7,8 milhões de pessoas em todo o estado, podem ser infectadas pelo vírus do PCC e disse que o governo está tomando novas ações para evitar a disseminação.

Isso inclui o envio de 1 milhão de máscaras N95 para a cidade de Nova Iorque, 500.000 para Long Island e a compra de 6.000 ventiladores pulmonares adicionais de várias unidades de saúde de todo o estado.

“Todos os dias vemos o número de casos de novos coronavírus continuar a aumentar, e sabemos que, em todas as projeções, teremos mais hospitalizações do que podemos suportar em nosso sistema de saúde”, disse Cuomo.

“Temos um plano de ação para ajudar a impedir a propagação desse vírus, incluindo a expansão da capacidade hospitalar e a identificação de novos leitos hospitalares. Depois de nos reunirmos com o Corpo de Engenheiros do Exército e ouvir suas recomendações, estamos prontos para a construção de hospitais temporários em quatro instalações no estado de Nova Iorque. É uma crise de saúde pública, mas o medo é pior do que o vírus, mas temos um plano e estamos fazendo todo o possível para manter as pessoas informadas e salvar vidas”, acrescentou.

O anúncio de Cuomo ocorre depois que ele assinou a ordem executiva “Estado de Nova Iorque em PAUSA” na sexta-feira, encerrando todas as empresas não essenciais em todo o estado, com vigência a partir da noite de domingo às 20:00.

A ordem exige que todos os trabalhadores não essenciais fiquem em casa e permaneçam dentro de casa o máximo possível. Também proíbe temporariamente todas as reuniões não essenciais de qualquer tamanho.

De acordo com uma contagem da Johns Hopkins, os Estados Unidos têm 26.747 casos confirmados da doença e 340 mortes atribuídas ao vírus PCC, dos quais o estado de Nova Iorqu é responsável por 76.

 
Matérias Relacionadas