Google proíbe aplicativos que facilitam venda de maconha

Por Reuters

O Google da Alphabet Inc baniu , em 29 de maio,  aplicativos em sua loja de aplicativos que facilitam a venda de maconha ou produtos relacionados, como parte de uma alteração em sua política de conteúdo.

Os desenvolvedores só precisam retirar sua opção de carrinho de compras do aplicativo para cumprir a nova política, disse um porta-voz do Google à Reuters.

Um porta-voz do Eaze, um aplicativo de entrega de maconha, disse: “A decisão do Google é um desenvolvimento decepcionante que só ajuda o mercado ilegal a prosperar, mas estamos confiantes de que o Google, a Apple e o Facebook eventualmente farão a coisa certa”.

Cannabis não intoxicante agora legal

Copies of Hemp magazine are displayed at the Cannabis World Congress Conference
Cópias da revista Hemp são exibidas na Conferência do Congresso Mundial da Cannabis em N.Y. em 16 de junho de 2017 (Spencer Platt / Getty Images)

A administração Trump removeu o cânhamo, da Cannabis não intoxicante, da lista de substâncias controladas com a assinatura da Lei de Melhoramento da Agricultura de 2018, em 20 de dezembro de 2018.

A lei agrícola de 2018 permite que os agricultores cultivem lavouras de cânhamo, que, ao contrário da maconha, têm concentrações de menos de 0,3% do composto psicoativo delta-9-tetrahidrocanabinol (THC), mas todos os benefícios para a saúde.

O comissário da FDA, Scott Gottlieb, deixou claro em um comunicado de imprensa, em 20 de dezembro, que a Food and Drug Administration está comprometida em proteger e promover a saúde pública e continuará a regular estritamente produtos, alimentos e suplementos alimentares contendo cannabis e seus compostos derivados.

Hemp fibres in granules
Um homem mostra fibras de cânhamo em grânulos, este produto exclusivo chamado “NAFILean” é aquecido para passar em uma máquina de injeção, como um material 100% sintético nas instalações da empresa Interval em Arc-Les-Gray, França, em 12 de julho de 2016 (Romain Lafabregue / AFP / Getty Images)

Alguns dos outros usos possíveis para o cânhamo industrial incluem plásticos biodegradáveis, papel, têxteis, materiais de construção, alimentos saudáveis, cosméticos, ração animal e combustível.

Por Debroop Roy. Com reportagem adicional do repórter da NTD, Jeremy Sandberg.

 
Matérias Relacionadas