Gol acusada de não honrar passagens compradas com antecedência

Por Cláudio Humberto, Diário do Poder

A Gol é acusada de aplicar “novo golpe na praça”, segundo expressão de uma das vítimas, jornalista Aziz Filho. Ele relatou em sua página no Facebook haver planejado viagem com a família há um ano, adquirindo 4 passagens. Mas a empresa não honrou o contrato. Primeiro, cancelou o voo duas vezes e depois, após submetê-lo a 2h40 de espera ao telefone, informou que as passagens foram canceladas e convertidas em “crédito em dinheiro”. Mas o valor disponibilizado não basta nem para pagar uma das quatro passagens.

Partiu praia

Procuramos saber o que o Procon tem a dizer sobre a grave denúncia de desrespeito ao consumidor, mas estavam todos de folga.

Caradurismo

Habitualmente, a Anac explica assim por que deixa na mão quem lhes paga os salários: “não interferimos na política tarifária das empresas”.

Cliente que se vire

A Anac recomenda apenas que se o problema persistir o cliente deve procurar o SAC oficial, isto é, a plataforma Consumidor. gov.br.

Gol do descaso

A Gol tergiversa sobre não honrar contrato, culpa o cliente e ainda cita regras da Anac que parece não cumprir. Até porque a Anac se omite.

 
Matérias Relacionadas