Gêmeos começam a interagir já nas 14 semanas de gravidez

Todo mundo sabe que gêmeos têm uma ligação especial, mas ninguém sabia muito bem o quanto especial seria este relacionamento até ser publicado um estudo.

Pesquisadores da Universidade de Parma, na Itália, decidiram dar uma olhada em recém-nascidos, e descobriram que eles interagem socialmente poucas horas após o nascimento,  tanto respondendo quanto imitando gestos faciais.

Leia também:
Santa Casa de São Pauo oferece reprodução assistida gratuita
Aos sete meses, bebês podem distinguir emoções na voz humana
• Música de Mozart gera diversos benefícios surpreendentes

Essa pesquisa levou a equipe a estudar gêmeos enquanto eles ainda estavam no útero, e eles descobriram que os gêmeos demonstraram contato social intencional um com o outro já na 14a semana após o início da gestação, relatou o site Scientific American.

Bebês gêmeos brincando
O útero é, provavelmente, um ponto de partida crucial para desenvolver um sentido do eu e um sentido de outros. (Wikipedia)

Os bebês tentavam alcançar um ao outro dentro no útero, levando os cientistas a acreditarem que era intencional.

Conforme o tempo passava, os gêmeos realmente começaram a interagir mais e mais um com o outro, ao invés de somente com si mesmos ou com as paredes do útero, sendo  cerca de 30 por cento dos seus movimentos em direção a seu irmão.

Ações de socialização foram desenvolvidas, incluindo gestos, como acariciar as costas ou a cabeça de seu companheiro.

“Estes resultados nos obrigam a anteceder o surgimento do comportamento social”, disse Cristina Becchio, co-autora do estudo.

“O útero é, provavelmente, um ponto de partida crucial para desenvolver um sentido do eu  e um sentido de outros”, acrescentou o co-autor do estudo Vittorio Gallese.

Leia também:
O dilema do nascimento pélvico – Parte 1
Bebês reconhecem a gramática antes de aprenderem palavras
• Os cérebros dos bebês exercitam a fala meses antes da primeira palavra

 
Matérias Relacionadas