Fronteiras entre Canadá e EUA permanecerão fechadas até 20 de maio

Por EFE

Toronto (Canadá), 18 abr – O Canadá informou neste sábado que as fronteiras com os Estados Unidos permanecerão fechadas a qualquer tráfego não essencial por pelo menos mais 30 dias, até 20 de maio, conforme um acordo assinado pelos dois países para ajudar a conter a pandemia do novo coronavírus.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, anunciou a decisão hoje durante a sua entrevista coletiva diária, explicando que a medida ajudará a manter os dois países seguros.

Todas as viagens não essenciais entre os dois territórios foram interrompidas desde 21 de março para evitar a propagação do vírus SARS-CoV-2.

Nos últimos dias, o presidente dos EUA, Donald Trump, havia insinuado que a fronteira entre os dois países seria reaberta em breve. Entretanto, Trudeau já havia afirmado ontem que era pouco provável que o fluxo voltasse ao normal no curto prazo.

Apesar das discordâncias com chefe de governo americano, o premiê do Canadá ressaltou hoje que o certo para manter a fronteira fechada “é mais um exemplo da excelente colaboração entre os nossos dois países”.

Trudeau ainda respondeu aos avisos de que o fornecimento de alguns produtos alimentícios poderia ficar comprometido. “Bens, serviços e medicamentos essenciais continuarão a fluir em ambas as direções através da fronteira”, destacou.

Várias províncias temem que a abertura da fronteira com os EUA leve a uma segunda onda de surtos infecciosos no Canadá, tendo em vista o alto número de casos de coronavírus em vários estados fronteiriços.

Os Estados Unidos lideram o número de pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2 em todo o mundo, com 711.197, e o total de mortes, com 37.889, muito acima do vizinho do norte, que tem até agora 32.413 casos e 486 óbitos.

 
Matérias Relacionadas