França em recessão, Alemanha se esquiva

Empregado da Grandeco diante do tribunal Chalon-en-Champagne em 7 de fevereiro de 2013, quando a corte confirmaria a falência da empresa. O desequilíbrio da França entre importações e exportações contribuiu para a queda do PIB no primeiro trimestre de 2013 (Francois Nascimbeni/AFP/Getty Images)

O Produto Interno Bruto (PIB) da França diminuiu 0,2% no primeiro trimestre de 2013, informou em 15 de maio a agência nacional de estatística francesa INSEE. A recessão é definida como dois trimestres consecutivos de crescimento negativo do PIB. No trimestre anterior, o último trimestre de 2012, o PIB da França também diminuiu 0,2%.

As importações permaneceram quase estáveis, mas as exportações diminuíram, então, a balança de comércio exterior afetou o PIB. A despesa doméstica foi bastante estável, mas a formação bruta de capital fixo (FBCF) diminuiu.

Fatores que contribuem para a diminuição da FBCF incluem menor número de construções habitacionais iniciadas, diminuição do investimento para construção e declínio do investimento geral do Estado.

“As despesas em bens manufaturados também foi mal orientada”, observou o relatório da INSEE.

Zona do euro em declínio

A zona do euro também viu outra contração no primeiro trimestre de 2013. O PIB diminuiu 0,2%, menos do que a diminuição de 0,6% no último trimestre de 2012, segundo estatísticas divulgadas em 15 de maio pelo Eurostat, a agência de estatísticas da União Europeia.

Países em recessão na zona do euro incluem a República Checa, Espanha, Itália, Chipre, Holanda, Portugal, Finlândia e França.

A última vez que o PIB da Itália viu algum crescimento foi no segundo trimestre de 2011. Neste trimestre, seu PIB diminuiu 0,5%. Os economistas estavam incertos se o Reino Unido evitaria a recessão neste trimestre, mas dados divulgados pela Secretaria Nacional de Estatística no mês passado dissiparam os temores: o PIB aumentou 0,3%.

A Alemanha evitou a recessão neste trimestre. Após uma queda de 0,6% no último trimestre, o país conseguiu um crescimento de 0,1% neste trimestre.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas