Filhote de cachorro espera três meses fora de hospital por seu dono que morreu de Covid-19

Por Biobiochile, César Vega Martínez

A mídia internacional relatou a história de “Xiaobao”, um filhote de cachorro que mora na cidade de Wuhan e espera por três meses por seu dono fora do hospital, depois que ele morreu do vírus do PCC (Partido Comunista Chinês), mais conhecido como novo coronavírus.

A história foi contada por uma mulher chamada Wu Cuifen, que administra um pequeno supermercado em frente ao Centro Clínico Taikang, onde o homem foi internado em fevereiro passado.

Segundo o New York Post, seu proprietário era um militar aposentado que morava com ele havia sete anos. Aparentemente, ele pegou a doença e seus sintomas pioraram, então ele morreu naquele composto.

Cuifen indicou que, quando descobriu que o dono de Xiaobao havia morrido, tentou levá-lo para longe do hospital, mas isso foi em vão, pois ele sempre voltava ao mesmo lugar.

Por isso, ela mesma decidiu cuidar temporariamente do cachorro, dando-lhe comida e abrigo.

“Todas as manhãs, quando abriu, Xiaobao estava lá esperando por mim. Eu me despedi no final de cada dia ”, disse Wu Cuifen.

No entanto, a situação gerou uma cota de controvérsia dentro do complexo, de acordo com o jornal mencionado, uma vez que pacientes e familiares reclamaram há uma semana sobre a presença do cão.

Para resolver isso, um grupo de enfermeiras entrou em contato com um protetor animal de Wuhan, que no fim de semana passado removeu Xiaobao do local para encontrar um novo lar para ela.

É importante notar que Wuhan, o primeiro epicentro da pandemia, está efetuando o teste de ácido nucleico em toda a cidade. As autoridades anunciaram seu plano de testar dezenas de milhões de pessoas em Wuhan em apenas 10 dias.

Os críticos observaram que, com uma taxa de precisão inferior a 30%, o novo plano é mais uma tática política desleixada, e que o PCC pode pretender usar esse teste para enganar o mundo novamente com dados fabricados.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

O Método do PCC

 

 
Matérias Relacionadas