Figurinos são destaque do Oscar 2013 (Parte 2)

ESPELHO, ESPELHO MEU

Branca de Neve e os anões em ‘Espelho, Espelho Meu’ (Courtesy of Relativity Media)
Branca de Neve e os anões em ‘Espelho, Espelho Meu’ (Cortesia da Relativity Media)

Dirigido por Tarsem Singh
Estrelado por Julia Roberts, Lily Collins
Figurinos de Eiko Ishioka

“Espelho, Espelho Meu” é a obra-prima visual final da figurinista Eiko Ishioka. A artista faleceu de câncer de pâncreas em janeiro de 2012.

Seus trajes surreias inspirados no conto “elevam o conto de fadas de Grimm a uma espetacular e visualmente deslumbrante experiência, cinematográfica”, afirma um artigo no The Hollywood Reporter (www.hollywoodreporter.com).

O tamanho dos vestidos sozinhos são surpreendentes, de acordo com o artigo. A ‘pièce de résistance’ da rainha – um vestido de noiva resplandecente – pesava 27 quilos e tinha oito metros de diâmetro.

“Eles estavam impressionantes… Completamente originais e genuínos para o que estávamos tentando fazer”, disse Julia Roberts em People StyleWatch.

“Espelho, Espelho Meu” marca a segunda indicação da designer ao Oscar após sua primeira vitória em 1992 pelo “Drácula” de Francis Ford Coppola.

 

LINCOLN

Dainel Day-Lewis como Presidente Abraham Lincoln (David James/ DreamWorks II Distribution Co., LLC.)
Dainel Day-Lewis como Presidente Abraham Lincoln (David James/ DreamWorks II Distribution Co., LLC.)

Dirigido por Steven Spielberg
Estrelado por Daniel Day-Lewis, Sally Field
Trajes de Joanna Johnston

Para trazer autenticidade aos personagens de “Lincoln”, o diretor Steven Spielberg escolheu a figurinista britânica Joanna Johnston. A tarefa era ajudar a transformar Daniel Day-Lewis em ‘O Grande Emancipador’ e Sally Field em sua esposa, Mary Todd Lincoln.

A experiência de Johnston em design de trajes inclui “O resgate do soldado Ryan” (Saving Private Ryan) de Spielberg. Ela fez uma extensa pesquisa para se preparar para o desafio de “Lincoln”.

Uma entrevista em vídeo com Johnston na Entertainment Weekly revelou que Sally Field teve que ganhar um pouco de peso para obter as medidas reais da cintura de Mary Todd Lincoln. Johnston disse que esta foi uma “coisa corajosa e brilhante de se fazer” para o papel. Ele também ajudou a estrutura da base de arquitetura para alguns dos modelos de vestido.

“Eu ganhei 11 quilos – ela era muito mais pesada, ou mais redonda, então nós tentamos replicar suas medidas”, Field, de 65 anos, disse numa entrevista para a CNN. “Nós temos o tamanho do vestido dela, porque está documentado quando fizeram um vestido[s] para ela… Nós replicamos que ela era, e não foi fácil. É horrível ser uma mulher de certa idade e ainda ganhar 11 quilos. ”

Esta é primeira indicação de Johnston para um Oscar.

 

A BRANCA DE NEVE E O CAÇADOR

A atriz ganhadora do Academy Award, Charlize Theron, no papel de vilã em ‘Branca de neve e o caçador’ (The Mill/ Universal Pictures)
A atriz ganhadora do Academy Award, Charlize Theron, no papel de vilã em ‘Branca de neve e o caçador’ (The Mill/ Universal Pictures)

Dirigido por Rupert Sanders
Estrelado por Charlize Theron, Kristen Stewart
Figurinos de Colleen Atwood

O trabalho de Colleen Atwood em “Branca de Neve e o Caçador” marca sua 10ª nomeação. Ela já recebeu Oscars por seu trabalho em “Alice no País das Maravilhas” (2010), “Chicago” (2002), e “Memórias de uma Gueixa” (2005).

Ela criou mais de mil figurinos para o filme de Rupert Sanders, inclusive para dois exércitos, uma rainha malvada, e a própria Branca de Neve.

Segundo o The Hollywood Reporter, a coleção mais dramática de fantasias foi para Charlize Theron, como a rainha má.

Theron usa vestidos deslumbrantes, incluindo a atual favorita de Atwood – um vestido de noiva off-white e dourado com um colar que é “feito de papel manteiga que havia sido manipulado até atingir um estrutura complexa “, afirma o artigo.

Seus trajes sempre tinham algo que representava a morte, hora esqueletos no seu vestido de noiva, hora um vestido turquesa feito com milhares de asas de besouros iridescentes encontrados na Tailândia.

Enquanto aguardamos o veredicto determinar qual dos cinco vai ganhar o Oscar, o meu voto pessoal vai para a Jacqueline Durran por iluminar seus trajes desenhados para “Anna Karenina”. Mas você é o juiz.

Vejo você no Oscar!

Lina Broydo escreve sobre as artes, estilo e viagens.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas