Fauci investiu em empresas chinesas ligadas a Pequim através de fundo, segundo informações financeiras

Registros mostraram que Fauci tinha US $10,4 milhões em investimentos, incluindo participações em vários fundos, no final de 2020

Por Frank Fang 

O Dr. Anthony Fauci investiu por meio de um portfólio de investimentos de 2020 nas empresas corporativas “campeãs nacionais” do regime chinês, grandes empresas chinesas que promovem os interesses de Pequim e lucram com as políticas estatais, de acordo com registros financeiros divulgados recentemente.

O senador Roger Marshall (Republicano do Kansas) obteve os registros (pdf) e os divulgou em 14 de janeiro. Esses registros mostraram que Fauci tinha US $10,4 milhões em investimentos, incluindo participações em vários fundos, no final de 2020. O Pacific Tiger Fund de Matthews era um dos fundos listados nos registros.

O fundo investiu 42,7% do capital de seus investidores em empresas sediadas em Hong Kong e na China, de acordo com uma ficha técnica (pdf) publicada pela empresa de investimento privado Matthews Asia, em setembro de 2021. Essas empresas incluíam a Tencent Holdings, Alibaba Group Holdings, Hong Kong Exchange & Clearing, Ltd. e Wuxi Biologics Cayman.

O Breitbart informou inicialmente sobre as empresas do portfólio do fundo.

A Tencent Holdings, um conglomerado chinês de tecnologia e entretenimento com sede na cidade de Shenzhen, no sul da China, é mais conhecida por possuir o popular aplicativo de mensagens WeChat. O aplicativo atraiu escrutínio do governo dos EUA por motivos de segurança nacional.

A Tencent também é conhecida por cumprir as regras de censura do regime chinês na China e por estender seu monitoramento e censura aos usuários americanos do WeChat.

A Alibaba, gigante de tecnologia de comércio eletrônico da China fundada pelo empresário bilionário Jack Ma, e a Tencent estavam entre várias empresas chinesas nomeadas em 2017 pelo Ministério de Ciência e Tecnologia da China na “equipe nacional” do regime comunista para o avanço da inteligência artificial.

Autoridades dos EUA alertaram sobre as duas empresas chinesas.

Em 2019, Christopher Ford, então secretário de Estado assistente para segurança internacional e não proliferação, afirmou que os gigantes da tecnologia da China, incluindo Alibaba, Baidu e Tencent, tornaram-se “profundamente enredados no sistema de opressão de Pequim e sua ambições estratégicas cada vez mais assertivas em nível global”.

A Wuxi Biologics Cayman, uma empresa biofarmacêutica listada em Hong Kong, tem laços com o Partido Comunista Chinês (PCC). De acordo com um artigo de 2021 publicado pelo portal de notícias chinês NetEase, a empresa estava entre várias empresas chinesas que assinaram um acordo de parceria com o governo municipal de Wuxi, cidade próxima a Xangai, para formar uma “aliança de construção do Partido”.

Uma das coisas que a aliança permitiria que as empresas participantes fizessem melhor era compartilhar informações sobre como melhorar a “coesão e competitividade” de suas “organizações parceiras”.

Além do Matthews Pacific Tiger Fund, os investimentos de Fauci em 2020 também incluem o fundo de títulos com grau de investimento da Pimco e o Fundo Global de Liderança Feminina, Pax Elevate.

Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID), forneceu os documentos a Marshall após um pedido do senador. O pedido veio após os dois entrarem em confronto durante uma audiência no Senado na semana passada, quando Marshall confrontou Fauci sobre suas informações financeiras.

Após divulgar os documentos na sexta-feira passada, Marshall acusou Fauci de mentir sobre eles em um comunicado de seu gabinete.

“Assim como ele enganou o povo americano sobre o envio de dólares dos contribuintes para Wuhan, na China, para financiar pesquisas de ganho de função e sobre máscaras, testes [da COVID] e muito mais, o Dr. Fauci foi completamente desonesto afirmando que suas divulgações financeiras estavam abertas ao público: Não é à toa que ele é o burocrata menos confiável da América”, declarou Marshall.

O senador também anunciou que introduzirá a Lei de Responsabilidade Financeira para Indivíduos com Remuneração Única (FAUCI, em suas siglas em inglês), para tornar as divulgações financeiras apresentadas por funcionários do governo mais acessíveis ao público em geral.

O NIAID e a Matthews Asia não responderam imediatamente a um pedido por comentários. 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas