É fácil comer bem e recuperar a boa digestão

Há muitas dietas especiais em circulação, desde a dieta paleolítica até a dieta vegana, e algumas são tão impressionantes que as pessoas se tornam suas adeptas. Elas se sentem bem, melhoram a aparência e, de repente, têm mais energia e uma boa digestão.

Entretanto, não é somente porque uma pessoa obteve grandes resultados seguindo algum tipo de dieta, que esta funcione da mesma forma para outras pessoas.

Todos temos diferentes constituições, condições, genes e necessidades dietéticas particulares. Mas, independente de qual dieta seja melhor para você, há quatro coisas que qualquer um pode começar a fazer para melhorar a digestão: exercícios, deixar de comer em excesso, mastigar bem e eliminar os alimentos processados de sua dieta.

A digestão é uma questão muito importante no mundo da saúde. Nem todo mundo sofre de uma evidente má digestão (intolerância alimentar, azia, digestão lenta, constipação, flatulência etc), porém muitas condições mudarão ou até mesmo desaparecerão se trabalharmos para uma melhor digestão.

Problemas como dores nas costas, pele desnutrida, problemas de tireoide, doenças autoimunes e até depressão podem ser causadas por má digestão. De fato, algumas pessoas nunca experimentam indigestão, porém tão logo adotam as medidas que devem tomar para cuidar de suas vísceras, outros sintomas associados, mas não tão óbvios, desaparecem.

As quatro boas atitudes

Primeira

Exercício ajuda enormemente a digestão. Quando você se movimenta o suficiente, seu corpo é capaz de lidar com os açúcares e carboidratos refinados de forma mais eficaz, porque o exercício utiliza energia e impede que o açúcar, pelo menos parte dele, se converta em gordura.

É necessário músculos fortes para mover alimentos através do nosso aparelho digestivo, assim sendo, quando você melhora o tônus muscular no abdômen como um todo, o alimento flui e é digerido mais facilmente.

Segunda

O seguinte conselho é “simples” e serve para parar de comer em excesso: preste atenção na sua sensação de saciedade.

Sei que isso é mais fácil de dizer do que de fazer, mas na próxima vez, antes de você se servir novamente ou repetir a refeição, pare por um momento e pense se esta segunda porção vale uma potencial indigestão.

É uma enorme sobrecarga para nosso sistema digestivo ter de processar e utilizar todos os nutrientes de uma grande quantidade de alimentos de uma só vez. Eu gosto da imagem que minha filha de 8 anos me proporcionou, quando conversávamos sobre nosso apetite por mais comida: “Mãe, eu tenho alguns centímetros vazios sobrando no meu estômago, eu prometo parar quando ficarem apenas dois.” Esta é uma boa maneira de determinar quando parar: O quão cheio está? Você pode sentir e medir?

Sabe-se que leva cerca de 20 minutos para que a mensagem de que estamos cheios seja reconhecida. Este é um grande problema para quem se alimenta rapidamente, pois quem se alimenta com pressa muitas vezes acaba acidentalmente comendo em excesso. Então, para ajudá-lo a parar de comer demais, comece a mastigar bem sua comida.

Terceira

Mastigar bem os alimentos, não importa que tipo de alimento se consuma, melhorará a digestão simplesmente porque a primeira parte do processo digestivo é degradar mecanicamente os alimentos por meio do processo de mastigação.

Além disso, a mastigação ajudará você a se tornar mais consciente do que você está ingerindo. Certa vez, conduzi um grupo através de um exercício consciente de comer um tipo de chocolate e uma das mulheres no grupo decidiu que nunca seria capaz de comer esse tipo de chocolate novamente, porque ela ficou enjoada quando despertou para o impacto do que comia em sua digestão.

Comer conscientemente sempre reduzirá o estresse enquanto se come, ajudará você a apreciar mais sua refeição e o tornará mais consciente de quando seu corpo está realmente satisfeito e não estufado ou cheio.

Quarta

Finalmente, independente da combinação de alimentos ou da frequência de sua ingestão, esforce-se ao máximo para eliminar alimentos processados de sua dieta; isso seguramente melhorará sua digestão.

Quando comemos alimentos processados em vez de integrais, nosso corpo tem de trabalhar mais para digeri-los. Eles consomem nossa própria energia e certas fontes de nutrientes para processar a comida; mas esses nutrientes não são substituídos quando comemos alimentos processados, porque eles foram extraídos ou estão ausentes desse tipo de comida. Isso pode resultar numa série de problemas digestivos.

Então, lembrando uma última vez: comece a fazer exercícios, coma a quantidade certa, mastigue bem e elimine alimentos processados; e certamente você terá uma melhor digestão e se sentirá muito melhor.

……

Tysan Lerner é instrutora de saúde e personal trainer certificada. Seu website é www.lavendermamas.com

 

 
Matérias Relacionadas