Facebook lança Busca Gráfica, um desafio ao Google

A Busca Gráfica operará nas um trilhão de conexões do Facebook
Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, introduz as características da Busca Gráfica numa apresentação em 15 de janeiro de 2013 no Parque Menlo (Stephen Lam/Getty Images)

Em sua primeira grande conferência de imprensa na sede do Parque Menlo, o Facebook anunciou sua Busca Gráfica, uma ferramenta que permitirá aos usuários do Facebook procurar informações relevantes a suas vidas usando dados de seus amigos. O gigante das mídias sociais mostrou pesquisas por palavras-chave como buscas relacionadas de “melhores restaurantes” para jantar ou “amigos solteiros de amigos” para namorar.

Um anúncio misterioso com poucos detalhes circulou na semana passada, quando o show de eletrônica CES preparava o palco para o evento de imprensa do dia 16, levando a especulações sobre se o tema poderia incluir o lançamento de uma linha própria de smartphones do Facebook.

No final, o anúncio girou em torno de um produto que Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, tinha prometido no evento D8 do ano passado a Walt Mossberg do AllThingsD, quando disse que o Facebook estava se concentrando em pesquisas.

No palco do Parque Menlo, às 10h PST do dia 16, Zuckerberg satisfez essa promessa. Enquanto esclarecia que “a Busca Gráfica não é pesquisa na web”, ele disse que o Facebook estava indexando um “mapa do gráfico”, referindo-se ao gráfico do banco de dados interno que é criado quando os usuários se conectam com amigos no Facebook ou iniciam alguma atividade social, como gostar de uma foto.

Zuckerberg chegou a dizer que o Facebook estava adicionando “um milhão de novas pessoas” por dia e que o gráfico da gigante rede social abrangia mais de 1 bilhão de pessoas, 240 bilhões de fotos e 1 trilhões de conexões.

Em seguida, Zuckerberg e vários membros da equipe técnica do Facebook passaram a demonstrar a Busca Gráfica, digitando palavras-chave tais como “homens solteiros que são amigos de amigos” e “restaurantes que meus amigos indianos gostam” para encontrar resultados em sua rede do Facebook relevantes a suas pesquisas.

O Facebook disse que a Busca Gráfica estava em versão beta limitada e estaria disponível para um grupo maior de usuários ao longo das próximas semanas ou meses.

Independente da frieza do recurso da Busca Gráfica e de quantas pessoas começaram a usá-la, o Facebook está sob pressão para mostrar melhores resultados financeiros e fazer Wall Street feliz. Nos últimos dias, suas ações têm mostrado sinais de ascensão, mas o sucesso continuado do Facebook e se isso faz Wall Street feliz dependerá de seu sucesso financeiro.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas