Ciclone Fani força a evacuação de 800.000 pessoas na Índia

Por Jack Phillips

Pelo menos 800 mil pessoas foram evacuadas da costa leste da Índia em 30 de abril por conta de um ciclone em movimento pela Baía de Bengala, que deve chegar ao continente no final da semana.

O ciclone Fani é descrito como uma tempestade de categoria 3 com ventos de 125 mph, de acordo com o Departamento Meteorológico da Índia, que acrescentou que está programado para trazer chuvas fortes.

Modelos de previsão mostram que a tempestade deve seguir para o norte antes de atingir a costa leste. Os efeitos da tempestade provavelmente serão sentidos a partir da noite de 2 de maio.

De acordo com o The Times of India, Fani é a tempestade ciclônica mais severa desde o super ciclone que atingiu a Índia em 1999, matando mais de 10 mil pessoas.

A agência meteorológica indiana também disse que é o primeiro ciclone de tal gravidade a se formar no mês de abril, na área, em mais de 40 anos, segundo o relatório.

O Departamento Meteorológico alertou sobre a “destruição total” de cabanas de colmo, inundação de terras agrícolas e desenraizamento de postes devido à tempestade, informou a Fox News.

“A evacuação está em andamento em condições de guerra”, disse um funcionário ao Times. “Cerca de 30% das pessoas-alvo foram até agora transferidas para locais seguros”.

As autoridades indianas mobilizaram o exército, a força aérea e a marinha para lidar com a evacuação de pessoas.

“Estamos preparando planos para os últimos dias para garantir que todas as pessoas vulneráveis sejam transferidas para nossos centros de ciclones”, disse Bishnupada Sethi, comissário de ajuda especial de Odisha, segundo a ABC News. “Estamos maximizando os esforços em todos os níveis para a evacuação por enquanto”, ele também disse ao Sky News.

A fisherman carries his tools
Um pescador carrega suas ferramentas enquanto sai para um lugar mais seguro depois de amarrar seus barcos ao longo da costa antes do ciclone Fani nos arredores de Visakhapatnam, Índia, em 1º de maio de 2019. (Stringer / Reuters)

Turistas receberam trens especiais para deixar uma cidade de praia antes da tempestade, segundo a ABC.

A temporada de ciclones na Índia geralmente dura de abril a dezembro, com tempestades severas que levam a evacuações de dezenas de milhares, mortes generalizadas e danos a plantações e propriedades, tanto na Índia quanto em Bangladesh, observou a Reuters.

As autoridades dos portos de Paradip e Visakhapatnam ordenaram que os navios se mudassem para o mar para evitar danos.

“As operações portuárias da Paradip serão suspensas a partir desta noite, todas as embarcações foram instruídas a deixar o porto”, disse à Reuters S. K. Mishra, gerente de tráfego do porto.

Duas décadas atrás, um super ciclone atingiu a costa de Odisha por 30 horas, matando 10 mil pessoas. Em 2013, uma evacuação em massa de quase 1 milhão de pessoas salvou milhares de vidas.

O rastreador de risco de ciclones tropicais rotulou o Fani como categoria 3 de tempestade, em uma escala de um baixo 1 para um poderoso 5.

Fani também deverá atacar Bangladesh, incluindo o distrito costeiro, onde cerca de um milhão de rohingyas da Birmânia vivem em acampamentos, informou a ABC.

A Reuters contribuiu para este relatório.

 
Matérias Relacionadas