Experiência de quase morte revela a jovem comunista que ateísmo marxista está errado

Seu medo da morte diminuiu e sua compreensão materialista do mundo mudou, dando lugar a uma nova e renovada fase de vida livre dos laços do ateísmo e da luta de classes

Por Tara MacIsaac, Epoch Times

Xue-Mei era membro ativo do Partido Comunista Chinês, sua mente estava profundamente enraizada no marxismo. “Eu era ateia convicta”, disse ela em uma mensagem no site da Fundação para Pesquisa e Experiências de Quase Morte (NDERF). Mas uma profunda experiência de quase morte “mudou completamente minhas perspectivas em relação ao sentido da vida e à ética de todo o mundo”, disse ela.

Xue-Mei relatou que sofria de uma tosse crônica e frequentemente ia a uma clínica médica para tratamentos com antibióticos. Durante um dos tratamentos, ela teve uma reação ruim à medicação. Deitada em uma cama no hospital, recebendo o antibiótico por via intravenosa, ela de repente ouviu algo como um trem rangendo ao longo dos trilhos.

“Eu caí em um túnel escuro e segui em frente”, lembrou ele. “Senti-me tremendamente preocupada e perguntei a mim mesma: ‘O que há de errado comigo? Eu estava bem em um momento, mas como tudo mudou?’ Eu queria parar e voltar, mas estava avançando sem controle e não conseguia voltar. Eu queria gritar desesperadamente, no entanto, não tinha voz. Eu tentei lutar, mas ainda assim meu esforço foi inútil. Eu me senti como uma pequena partícula, me movendo em um eterno caminho circular.

Xue percebeu que estava fora de seu corpo e se perguntou se isso era a morte. Se a morte é assim, ela pensou então que não era o fim, como ela havia acreditado anteriormente. “Eu não desapareci, mas fui isolada do mundo físico. Eu não senti dor. Eu estava flutuando… como uma pluma, e com uma sensação muito agradável”.

" To explain exactly what I felt as something in the unseen world, it seemed like there was a stream of beings guided…

Posted by Near Death Experience Research Foundation on Saturday, September 29, 2018

Alguns seres a cercaram, cheios de compaixão e consolando-a, comunicaram-se telepaticamente com ela para desfazer sua confusão. “Eu não estava mais no longo túnel escuro… Eu estava em um mundo brilhante, quente e puro. Senti-me completamente aliviada, sem mais sofrimentos, mas todos eles foram substituídos por paz e felicidade”, lembrou ela.

Xue viu cada molécula de um objeto como estando na forma desse objeto. Ela viu que partículas microscópicas podem conter mundos inteiros. Sentia-se em várias dimensões diferentes que coexistem. Ao perceber esse outro reino, ela também podia ver o que estava acontecendo ao redor de seu corpo físico. Ela ouviu o pager do médico tocar e que ele orientava os outros, até mesmo viu através de uma parede dois cabides pendurados em um armário.

Quando ela viu o médico se aproximando, sabia que tinha que chamar sua atenção para que pudesse salvá-la. Ela ainda tinha coisas para alcançar na vida, um filho jovem para cuidar, e ela não queria que seus pais tivessem que chorar por ela.

" As our flesh is like a TV set, our consciousness is like TV programs. Is it perhaps when a TV set is aged to break…

Posted by Near Death Experience Research Foundation on Saturday, September 29, 2018

“Meu espírito afundou bruscamente, eu senti minha cabeça girar. Finalmente, entrei no meu corpo. Quando abri os olhos para me sentar, comecei a vomitar sem parar ”, disse ela.

O médico ficou surpreso com o volume de líquido escuro que ela estava vomitando, parecia demais para ter cabido todo em seu estômago. Ela sentiu que aquilo era uma limpeza.

Ficou grata pela experiência, porque seu medo da morte diminuiu e sua compreensão materialista do mundo mudou, dando lugar a uma nova e renovada fase de vida livre dos laços do ateísmo e da luta de classes.

 
Matérias Relacionadas