Publicado em - Atualizado em 04/08/2017 às 15:50

Ex-secretário de obras de Eduardo Paes é preso na Operação Rio 40 Graus

Agentes cumprem dez mandados de prisão nos estados do Rio de Janeiro e Pernambuco

Ex-secretário de obras do Rio de Janeiro, Alexandre Pinto (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Ex-secretário de obras do Rio de Janeiro, Alexandre Pinto (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Ex-secretário de obras do Rio de Janeiro nas duas administrações do ex-prefeito Eduardo Paes, Alexandre Pinto foi preso pelos agentes da Polícia Federal no desmembramento da operação Lava Jato no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (3) de manhã. Os agentes saíram às ruas logo cedo para dar cumprimento a 9 mandados de prisão no Rio e um em Pernambuco. A operação recebeu o nome de ‘Rio 40 Graus’. Também foi alvo da ação a advogada Vanuza Sampaio.

Um mandado de condução coercitiva foi expedido contra o advogado Luciano Ramos Volk, na Vila Nova Conceição, bairro nobre da Zona Sul de São Paulo e um mandado de busca e apreensão foi cumprido no apartamento de Luciano. O responsável pelos mandados é o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. De acordo com as investigações, os envolvidos receberam mais de R$ 30 milhões como propina em obras públicas.

Através de comunicado, o ex-prefeito Eduardo Paes disse que Alexandre Pinto é um funcionário antigo da prefeitura e que sua nomeação como secretário de obras não teve nada a ver com política. “Ao contrário! Caso confirmadas as acusações, será uma grande decepção o resultado dessa investigação.”, declarou.

A nova fase da Lava Jato chegou até a prefeitura devido a investigações feitas em contratos da administração de Paes. Alexandre Pinto foi preso em sua residência, na Taquara, na Zona Oeste do Rio, dentro de um condomínio de luxo da região.

Leia também:
Câmara arquiva denúncia contra Michel Temer
Moreira Franco é condenado a devolver R$ 2 milhões ao RJ
Congresso Nacional custa R$ 1,16 milhão por hora, calcula ONG

Todo conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito ao Epoch Times em Português e para o repórter da matéria.
Leia a diferença. Epoch Times Todos os direitos reservados © 2000-2016