Ex-funcionário da IBM na China é condenado a cinco anos de prisão por roubar código

Um ex-engenheiro de software da IBM na China foi condenado a cinco anos de prisão depois que ele se declarou culpado de roubar código-fonte da empresa, informaram os promotores em 19 de dezembro.

Jiaqiang Xu, de 32 anos, foi condenado na quinta-feira, 18 de dezembro, pelo juiz distrital norte-americano Kenneth Karas em White Plains, Nova York, de acordo com uma declaração do escritório do procurador norte-americano Geoffrey Berman. Jiaqiang Xu se declarou culpado em maio de 2017 por espionagem econômica e roubo de segredo comercial/industrial.

Leanne Marek, advogada de Jiaqiang Xu, não respondeu a um pedido de comentário a tempo da publicação da matéria.

Leia também:
• Regime chinês faz cerco à indústria de semicondutores dos EUA
• Democracias começam a reagir à infiltração e subversão do regime chinês
• Regime chinês promove Nova Ordem Mundial baseada no ‘Modelo da China’
• Como ciberpirataria e espionagem sustentam crescimento da China

Jiaqiang Xu trabalhou como desenvolvedor de sistemas de software para a International Business Machines Corp. (IBM) de 2010 a 2014, de acordo com um perfil público no LinkedIn. A empresa não foi identificada por nome nos documentos judiciais e não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Jiaqiang Xu foi preso em dezembro de 2015 depois de se encontrar com um oficial secreto num hotel em White Plains, onde as autoridades disseram que ele foi gravado dizendo que usou o código de propriedade da IBM para produzir um software e vendê-lo a clientes, de acordo com os promotores.

Ele foi originalmente acusado de roubo de segredo comercial. As acusações de espionagem econômica foram adicionadas numa acusação substitutiva arquivada em junho passado.

Os promotores disseram que o código proprietário da IBM que Jiaqiang Xu roubou era relacionado ao chamado sistema de aglomeração de arquivos (clustered file system), o que permite o desempenho mais rápido dos computadores.

Jiaqiang Xu, que começou a trabalhar na IBM na China em 2010, teve acesso total ao código-fonte antes de demitir-se voluntariamente em maio de 2014, disseram os promotores.

De acordo com a denúncia criminal apresentada em 2015, o Departamento Federal de Investigação (FBI) recebeu em 2014 um relatório de que alguém na China estava alegando ter acesso ao código e usando-o para empreendimentos comerciais, o que levou à investigação que resultou na prisão de Jiaqiang Xu.

Leia também:
• As rachaduras na economia da China
• Novo relatório do FMI revela dimensão do problema da dívida da China
• A perigosa e injusta política de pagamentos eletrônicos da China
• Um panorama da iniciativa “Um Cinturão, Uma Rota” da China
• Ao adquirir empresa britânica, China se aproxima da supremacia naval dos EUA
• Não há legalidade nos negócios com a China, afirma chefe de Associação de Vítimas
• Parceria entre editora acadêmica e gigante chinesa da internet levanta questões sobre liberdade acadêmica

 
Matérias Relacionadas